• Sexta-Feira, 15 de Maio de 2020

    As bancadas de porcelanato trazem personalidade e abrem um leque de possibilidades quando o assunto é estilo.

    A cozinha é um dos ambientes mais amados da casa e reunir a família ao redor de uma bela bancada enquanto a refeição é preparada não tem preço.

    Para esse cômodo, bancadas de porcelanato são super indicadas. Uma dica para a cozinha, inclusive, é o porcelanato técnico, pois ele é fabricado com matérias-primas nobres e, durante a fabricação, é submetido a temperaturas mais altas que as de outros modelos, tornando-o mais compacto e menos poroso. Isso faz com que ele tenha um índice de absorção de líquidos próximo de zero, tornando-o altamente resistente a manchas. Se aquele vinho do jantar cair sobre a bancada, por exemplo, não há motivo para preocupação: basta limpar com um pano umedecido e a bancada imediatamente estará seca, sem nenhum sinal de manchas.

    Da mesma forma, se você derrubar qualquer objeto pontiagudo ou apoiar panelas quentes, nada de pânico! O revestimento não será danificado e não sofrerá desgastes. Ao contrário: seu brilho uniforme continuará refletindo, garantindo todo o charme da peça.

    Agora, falando especificamente da composição do ambiente, alguns pontos devem ser observados na hora de escolher sua bancada de porcelanato, sempre levando em consideração, é claro, a sua rotina. A intenção é usá-la apenas como elemento de integração entre a cozinha e a sala? Ou também como mesa para fazer refeições? Ou, ainda, vai embutir nichos para acomodar algum eletrodoméstico?

    Com isso tudo em mente, avalie a altura ideal e também a profundidade da bancada. Normalmente, as alturas variam entre 85 cm e 93 cm e são acompanhadas por banquetas com altura regulável. Falando nisso, não esqueça de prever também um espaço para as pernas — pelo menos 15 cm de área livre abaixo da bancada é suficiente.

    Quanto à profundidade, avalie as medidas dos eletrodomésticos. Se optar por colocá-los ali, deixe pelo menos o diâmetro de um prato de refeição normal. Menos que isso vai diminuir a funcionalidade da bancada, até mesmo pensando na possibilidade de colocar armários embaixo dela: neste caso, é indicado que tenham entre 50 cm e 60 cm de profundidade e que fiquem suspensos a 10 cm ou 15 cm do piso.

    Alguma dúvida que a bancada de porcelanato é uma ótima opção para a sua cozinha?

     

    Fonte: Cerâmica Portinari

    (0) Comentar
  • Quinta-Feira, 14 de Maio de 2020

    Quinta-feira é dia de #TBT e hoje vamos relembrar a ALDEIA Sala de Banho de 2018 na CASACOR/GO por Leão Arrais Arquitetura!

     
     
     
    Ver essa foto no Instagram
     
     
     

    Uma publicação compartilhada por ALDEIA (@aldeiaacabamentos) em

    (0) Comentar
  • Quarta-Feira, 13 de Maio de 2020

    Tem horas que tudo o que a gente precisa é de um bom banho relaxante e criar um verdadeiro ritual terapêutico pode ser maravilhoso. Buscamos no site da nossa parceira Doka, que entende bastante do assunto quando falamos em banheira, algumas receitas para esse momento:

    BANHO RELAXANTE:

    Ingredientes:

    • ½ xícara (chá) de flores de lavanda ou 6 gotas de óleo essencial de lavanda
    • 4 xícaras de água fervida

    Como fazer na banheira:
    Ferva a água, tire do fogo e coloque as flores ou o óleo essencial de lavanda; deixe descansar por 20 minutos. Encha a banheira e despeje a infusão na água. Relaxe no banho por 30 minutos.

    Benefícios: A lavanda tem propriedades sedativas e seu banho calmante é perfeito para reduzir o estresse no final do dia.

     

    BANHO PARA PURIFICAR A PELE:

    Ingredientes:

    • 1 xícara (chá) de sal de Epsom (também conhecido como sal amargo)

    Como fazer na banheira:
    Encha a banheira com água morna e despeje o sal. Relaxe por cerca de 30 minutos. Não use sabonete antes da imersão.

    Benefícios: O sal de Epsom é um composto mineral de magnésio com sulfato que ajuda a desintoxicar a pele e também a relaxar os músculos.

     

    BANHO PARA DESCARREGAR AS ENERGIAS:

    Ingredientes:

    • 1 xícara (chá) de sal fino do Himalaia

    Como fazer na banheira:
    Encha a banheira com água morna e despeje o sal. Relaxe na imersão por cerca de 30 minutos.

    Benefícios: O sal é muito utilizado pelos terapeutas holísticos e ajuda a neutralizar energias negativas.

     

    BANHO ENERGIZANTE:

    Ingredientes:

    • 2 colheres (sopa) de óleo vegetal
    • 8 gotas de óleo essencial de manjerona
    • ½ xícara (chá) de folhas frescas de: alecrim, sálvia e manjericão
    • 4 xícaras de água fervente

    Como fazer na banheira:
    Misture o óleo essencial de manjerona com o óleo vegetal. Pique delicadamente as ervas para liberar seus aromas, adicione-as à água fervente e deixe descansar por 20 minutos. Encha a banheira, misture a infusão e o óleo à água e relaxe por 30 minutos.

    Benefícios: Nesta infusão de ervas, as propriedades estimulantes do manjericão, do alecrim e da sálvia ajudam a aliviar músculos doloridos.

    (0) Comentar
  • Terça-Feira, 12 de Maio de 2020

    O Design Biofílico agora faz parte da Coleção Castelatto. O revestimento Moss pode ser composto com diversos revestimentos de parede e traz uma beleza natural e de fácil manutenção para os projetos. 

    Com o Moss, é possível trazer a natureza para os projetos e suprir a necessidade do ser humano de estar conectado à natureza, em composições cheias de vida.

    Mas você já ouviu falar em biofilia? O termo ‘biofilia’ é traduzido como ‘amor às coisas vivas’ e não é tão novo quanto parece, apesar de ter ganhado mais destaque recentemente ao se tornar tendência na arquitetura e no design de interiores. Usado pela primeira vez pelo psicólogo Erich Fromm em 1964 e depois popularizado nos anos 80 pelo biólogo Edward O. Wilson, o termo refere-se à necessidade que sentimos de estar em contato, interagir e nos relacionarmos com a natureza.

     

    O Design Biofílico é uma forma inovadora de criar ambientes que melhoram a saúde e o bem-estar, procurando conectar a natureza ao ambiente moderno construído. Ou seja, o design biofílico propõe levar a natureza para dentro dos ambientes. 

     

    Que tal aplicar esta tendência no seu projeto?

     

    Fonte: Castelatto

    (0) Comentar
  • Segunda-Feira, 11 de Maio de 2020

    Começando a semana com esse lindo moodboard por Isabela Fraia! 

     

    “Eu imaginei uma cozinha! Cheia de afeto. Com cores suaves, texturas... e ao mesmo tempo simples. Usei o porcelanato coral para o piso, o tijolinho Adobe Bianco para as paredes e o ladrilho vodevil musgo, que imaginei no frontão da pia e no revestimento da ilha.”

    E você? Como imagina a sua cozinha?

    (0) Comentar
  • Domingo, 10 de Maio de 2020

    (0) Comentar
  • Sábado, 09 de Maio de 2020

    Amanhã é dia das mães e quem tiver a sorte de poder passar esse dia ao lado dela, tem que caprichar no almoço. Para isso separamos uma receita deliciosa: Camãrao em crosta de tapioca ao molho de maracujá com arroz cremoso de queijo coalho.

    Camarão em crosta de tapioca ao molho de maracujá com arroz cremoso de queijo coalho (Foto: Divulgação)

    Ingredientes:


    Camarão
    16 camarões VG já descascados e com os rabos;
    100 g de farinha de trigo;
    2 ovos inteiros;
    50 ml de água;
    200 g de flocos de tapioca;
    1 limão;
    óleo para fritura;
    sal.

    Risoto:
    200 g de arroz arbóreo;
    100 g de queijo coalho em pequenos cubos;
    100 g de queijo coalho processado em ponto de pasta;
    1 cálice de vinho branco;
    1 caldo de legumes diluído em 1 l de água;
    1 galho de coentro;
    ½ cebola bem picada;
    50 g de manteiga.

    Molho de maracujá:
    2 polpas de maracujá;
    100 ml de suco de maracujá;
    100 g de açúcar;
    100 ml de leite de coco;
    1 galho de coentro.

    Modo de fazer:


    Risoto:
    1 Junte numa panela a cebola picada com metade da manteiga. Misture. Adicione o arroz e mexa por 1 minuto. Acrescente o vinho branco e continue mexendo.
    2 Em seguida, adicione o caldo de legumes. Mexa sempre até chegar ao ponto de cozimento. Coloque o queijo coalho em pasta e os cubos. Por fim, adicione o restante da manteiga.

    Camarão:
    1 Tempere os camarões com limão e sal e passe-os na farinha de trigo.
    2 Retire o excesso da farinha para empaná-los com os flocos de tapioca.

    Molho de maracujá:
    1 Junte o açúcar, o suco e as polpas de maracujá e ferva até o caldo ficar transparente.
    2 Adicione o leite de coco e o coentro e deixe ferver por mais 3 minutos.

    Montagem:
    1 Coloque o risoto no centro do prato e regue as laterais com o molho de maracujá.
    2 Apoie os 4 camarões sobre o risoto e sirva.

     

    É um prato bem completo, não muito fácil, mas a data merece algo muito especial, não é mesmo?

     

    Fonte: Casa e Jardim

     

    (0) Comentar
  • Sexta-Feira, 08 de Maio de 2020

    A arquitetura vernacular, para alguns, pode simplesmente significar arquitetura antiga, do passado, arquitetura popular ou sustentável. Apesar de arquitetura vernacular ter um pouco de tudo isso, é algo que vai bem mais além.

    Trata-se de uma arquitetura tradicional, um conjunto de habilidades dos construtores locais que já foi definida como “primitiva”, visto que surge quando os povos encontram maneiras mais práticas de erguer suas moradias com os recursos naturais que dispõem e técnicas desenvolvidas especificamente para as suas necessidades.

    Nos anos 70, diante do debate sobre a questão ambiental, esse tipo de arquitetura passou a ser associada à sustentabilidade e houve um expressivo aumento no interesse também por parte dos acadêmicos.

    A principal característica da arquitetura vernacular é o respeito e a sensibilidade às condições locais do meio geográfico onde se situa, como o clima e a vegetação. Outra característica é a simplicidade. Suas soluções arquitetônicas, combinadas aos materiais orgânicos, acabam possibilitando um melhor isolamento térmico e acústico para as edificações. E ainda mais, proporciona uma conexão vital entre os seres humanos e o ambiente em que vivem.

    O projeto é de produção Castelatto, com foto de Favaro Jr.

     

    O revestimento Adobe foi lançado pela Castelatto em 2020 e traz em si uma textura rústica, que reproduz com fidelidade a aparência o tijolo de adobe. A semelhança é tão grande que os bricks chegam a exibir as fibras utilizadas na técnica original, que saltam das peças convidando para o toque.

    Outro produto vernacular é o Rammed, inspirado na Rammed Earth ou taipa de pilão. O revestimento exibe diversos tons terrosos distribuídos em linhas horizontais irregulares. Os tons de marrom do revestimento Rammed possibilitam trazer a beleza dessa técnica para espaços onde ela não poderia ser aplicada – como em apartamentos, por exemplo.

    Produzidos em concreto arquitetônico, ambos os revestimentos representam visualmente o resultado das principais técnicas da arquitetura vernacular no Brasil. Com a nova matéria prima, eles ganham resistência e durabilidade, trazendo originalidade para projetos rústicos ou modernos e ousados.

    O projeto é do Escritório Vertentes Arquitetura, com foto de Favaro Jr.

     

    Fonte: Castelatto

    (0) Comentar
  • Quinta-Feira, 07 de Maio de 2020

    Assim como o movimento arquitetônico de 1950, a coleção de cubas cimentícias da linha Brutalismo une modernidade e minimalismo em torno de uma estética crua, verdadeira e envolvente. O material escolhido para traduzir este conceito de beleza foi o cimento. Seus sulcos e imperfeições traduzem justamente que a beleza está na originalidade.

    O que acham desta tendência de cada vez mais trazer o natural para dentro de casa?

     

    (0) Comentar
  • Quarta-Feira, 06 de Maio de 2020

    O concreto aparente tem sido explorado de variadas formas, com uma gama ampla de diferentes tonalidades e texturas ao redor do mundo. Cada vez mais, a mão de obra capacitada permite ótimos resultados e acabamentos de alta qualidade.

    Vamos ver algumas inspirações de projetos que usaram desse importante elemento na arquitetura?

    Fonte: ArchDaily

     

    (0) Comentar
  • Posts anteriores
  • Loja Goiânia

    (62) 3093 1717

    Newsletter

    Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: