• Cinema

    Sábado, 25 de Junho de 2016

    (Independence Day: Ressurgence, ficção científica, Estados Unidos, 2016)

    De Roland Emmerich. Com Liam Hemsworth, Alice Rietvelt, Ava Del Cielo e outros.

    Após o devastador ataque alienígena ocorrido em 1996, todas as nações da Terra se uniram para combater os extraterrestres, caso eles retornassem. Para tanto são construídas bases na Lua e também em Saturno, que servem como monitoramento.

    Vinte anos depois, o revide enfim acontece e uma imensa nave, bem maior que as anteriores, chega à Terra.

    Para enfrentá-los, uma nova geração de pilotos liderada por Jake Morrison (Liam Hemsworth) é convocada pela presidente Landford (Sela Ward).

    Eles ainda recebem a ajuda de veteranos da primeira batalha, como o ex-presidente Whitmore (Bill Pullman), o cientista David Levinson (Jeff Goldblum) e seu pai Julius (Judd Hirsch).

    Imagens: Reprodução / Divulgação.

     

    (0) Comentar
  • Gastronomia

    Sexta-Feira, 24 de Junho de 2016

    O nome pode soar estranho, mas o sorvete quente é uma sobremesa fantástica! E nada tem a ver com esquentar o sorvete no forno. Esse doce é a mistura de ingredientes deliciosos, como chocolate em pó e leite condensado, que vai resultar numa sobremesa geladinha, com uma calda quente deliciosa!

    Que tal preparar como sobremesa para um almoço em família ou até para uma ocasião especial?

    Ingredientes

    Para o sorvete

    1 lata de leite condensado

    2 colheres de maisena

    500ml de leite

    4 ovos

    1 lata de creme de leite

    Para a calda

    3 colheres (sopa) de chocolate em pó

    100ml de leite

    Preparo

    O sorvete: bata no liquidificador o leite condensado, a maisena, o leite e as gemas. Depois coloque em uma panela e leve ao fogo até formar um creme, mexendo sempre, deixe esfriar. Bata 4 claras em neve, misture o creme de leite com as claras, depois misture com o creme (feito no fogo) e bata na batedeira por 5 minutos. A calda:misture o chocolate com o leite e leve ao fogo mexendo sempre até formar uma calda homogênea.

    Montagem:espalhe em uma forma de pudim primeiramente a calda (guarde uma parte para finalizar), depois o creme e leve ao freezer. Deixe de um dia para o outro para um melhor resultado. Na hora de desenformar, coloque o fundo da forma no fogo para que o pudim desgrude e saia com facilidade. Desenforme, esquente o restante da calda e jogue por cima do pudim.

    Pronto, agora você terá uma sobremesa deliciosa gelada e com uma cobertura quentinha!

    Imagens: Reprodução.

    (0) Comentar
  • Arquitetura

    Sexta-Feira, 24 de Junho de 2016

    Um mar absolutamente azul e uma praia quase deserta na Costa Brava, região litorânea no nordeste da Espanha, formam uma imagem bem próxima daquilo que muita gente chama de paraíso. Mas há quem pense que só isso não basta.

    O arquiteto Jordi Garcés, de Barcelona, recebeu de um cliente a deliciosa missão de projetar uma casa em um terreno íngreme, com uma visão de tirar o fôlego e excelente orientação solar em todos os cômodos.

    Com o desafio lançado, o arquiteto tomou para si a missão de praticamente trazer a praia para dentro de casa. E conseguiu.

    Quem relaxa na piscina retangular de borda infinita, por exemplo, tem a sensação estar no mar. Já quem está na varanda têm o privilégio da companhia da imensidão do mar, logo ali ao lado.

    Numa casa de natureza tão estonteante, a arquitetura privilegiou o lazer. Para tanto, Garcés criou um ginásio e outros espaços recreativos no nível subterrâneo da residência, além da pérgola de madeira ao lado da piscina.

    A verticalidade da propriedade divide a morada em quatro andares diferentes, sendo que cada um conta com diferentes elementos programáticos, todos proporcionando vistas deslumbrantes para o mar.

    Jardins suspensos e um pequeno pátio ao ar livre também foram criados no topo da casa, uma espécie de mirante que conta ainda com muro de pedras com plantas.

    O quarto também possui um terraço do lado de fora, com acesso pelas portas envidraçadas, e ainda ganhou um cantinho de leitura com a poltrona do casal Ray e Charles Eames.

    Para manter a estética do Mediterrâneo, o arquiteto lançou mão de revestimentos como gesso em estuque branco. No mais, quem reina é a protagonista da morada: a paisagem do lado de fora.

    Imagens: Adria Goula / Divulgação.

    (0) Comentar
  • Louças e metais

    Quinta-Feira, 23 de Junho de 2016

    ORIGINAL e ATUAL, a linha de METAIS KIRA, da DOCOL, possui ASSIMETRIA ARROJADA e a MODERNIDADE das FORMAS RETAS.

    Com DESIGN SOFISTICADO e ÚNICO, a linha Kira é CONTEMPORÂNEA e combina de FORMA HARMONIOSA com os mais VARIADOS ESTILOS de ambientes.

    Produzidos com os mais ALTOS PADRÕES de QUALIDADE, os metais recebem ACABAMENTO CROMADO BINÍQUEL, que proporciona alta DURABILIDADE e maior RESISTÊNCIA à CORROSÃO, conservando a BELEZA e o BRILHO dos produtos por muito mais tempo.

    Além de RESISTENTES as TORNEIRAS e MISTURADORES garantem também ECONOMIA de ÁGUA. Esses produtos são desenvolvidos com AREJADORES que introduzem bolhas de ar ao fluxo e criam um JATO mais VOLUMOSO que, além de proporcionar MAIOR CONFORTO, REDUZ o CONSUMO DE ÁGUA.

    Venha até a Aldeia e saiba mais sobre a Linha Kira e todos os produtos Docol!

    Imagem: Docol / Divulgação.

    (0) Comentar
  • Revestimentos

    Quarta-Feira, 22 de Junho de 2016

    Observando os grandes CENTROS URBANOS ao redor do mundo é possível perceber que muitos sofrem com a SUPERPOPULAÇÃO, o que gera AGLOMERAÇÃO de CARROS e FÁBRICAS, e causa grande POLUIÇÃO DO AR. A parte mais nociva desta poluição é conhecida como NOx (óxidos e dióxidos de nitrogênio), responsáveis por muitas doenças respiratórias.

    É muito comum, então, a criação de MEDIDAS PALIATIVAS como o rodízio de carros, a implantação de ciclovias, o uso de catalisadores em carros e a elaboração de normativas com limites para a emissão de poluentes. No entanto, essas medidas não são suficientes para solucionar a situação.

    Assim, para colaborar com SOLUÇÕES EFETIVAS para o meio ambiente, a CASTELATTO lançou a TECNOLOGIA DENOx, que, como o próprio nome diz, trabalha na DEGRADAÇÃO (DE) dos ÓXIDOS e DIÓXIDOS de nitrogênio (NOx).

    Podendo ser aplicado em PISOS e PAREDES, a grande VANTAGEM do DENOx é que na superfície do produto ocorre uma REAÇÃO QUÍMICA FOTOCATALÍTICA quando o mesmo se encontra em contato com a umidade do ar e luz solar, ou seja, os NOx são convertidos em nitratos, ELEMENTOS BENÉFICOS para a natureza e servem de ADUBO para plantas.

    A tecnologia Denox é capaz de eliminar até 40% da CONTAMINAÇÃO do ar. Além disso, a tecnologia proporciona outros BENEFÍCIOS, como PROPRIEDADES BACTERICIDAS e a degradação de manchas de origem orgânicas.

    O Denox pode ser usado em FAIXADAS DE PRÉDIOS, PAVIMENTAÇÃO DE CALÇADAS, PRAÇAS, ÁREAS DE LAZER e RUAS próximas ao tráfego intenso.

    Venha até a Aldeia e conheça mais sobre a tecnologia Denox e todos os belos produtos Castelatto!

    Imagens: Castelatto / Divulgação.

    (0) Comentar
  • Casa Cor

    Terça-Feira, 21 de Junho de 2016

    Em sua estreia na Casa Cor Goiás, os arquitetos Alex Dalcin e Tati Tavares assinam os Banheiros Públicos do evento, trazendo aos 33 metros quadrados do ambiente uma proposta contemporânea, onde o estilo industrial predomina.

    Materiais como aço corten, ferro, cobre, madeira, PVC, vidro, cerâmica e pedras naturais reforçam a identidade do projeto, que também acolhe duas cabinas para portadores de necessidades especiais. O projeto é universal, onde em um só ambiente é possível atender os públicos feminino e masculino.

    A iluminação é cênica, com destaque para a sanca executada em ferro oxidado e para o pendente em cobre e madeira, exposto de maneira lúdica, em uma das laterais do ambiente. O uso de revestimentos em grandes formatos, tijolos aparentes e antiderrapantes comprova a preocupação estética e funcional dos profissionais. O resultado: um ambiente aconchegante e cheio de identidade, onde predominam as cores preta, dourado e aos tons terrosos.

    O espaço traz ainda uma surpresa: letterings (arte em lousa) assinados pelo GOtype Coletivo Tipográfico e painéis em street art assinados pelo artista plástico Mateus Dutra dão um ar artístico às cabines. Outro charme do local serão os espelhos dupla face de autoria dos arquitetos sobre as cubas de piso.

    A tecnologia e a sustentabilidade também se fazem presentes graças às torneiras hidrogeradoras, que abrem e fecham por meio de um sistema eletrônico que armazena a energia gerada pela própria força da água, dispensando o uso de rede elétrica para acionar o sensor.

    Produto Aldeia presente neste ambiente: Ralo/Grelha Inox Escovado Mozaik.

    (0) Comentar
  • Arquitetura

    Segunda-Feira, 20 de Junho de 2016

    Atravessar um rio de uma margem à outra nunca foi tão difícil como na pequena Purmerend, no norte da Holanda.

    Isso porque uma ponte da cidade oferece dois caminhos para os transeuntes: quem está a pé deve subir o equivalente a quatro andares numa íngreme escada com inúmeros degraus, apenas para descer o mesmo percurso depois; e quem está de bicicleta pode optar por cruzar um longo e tortuoso caminho.

    Mesmo assim, a Melkwegbrug (“Ponte Via Láctea” em português), projeto do escritório Next Architects, vem recebendo elogios.

    Supostamente, o visual da cidade desde o alto da ponte é fantástico. Talvez seja o espírito de vitória daqueles que a escalaram até o topo – afinal, são apenas 12 metros de altura, não se pode considerar a nova atração um mirante.

    A ponte faz parte do plano diretor da cidade e visa ligar o distrito Weidevenne à cidade histórica. O seu design possibilita que pedestres e ciclistas atravessem o rio por caminhos independentes.

    Eficiente, sim. Prático nem tanto. Para ir de uma margem à outra sobre duas rodas é preciso desenhar um grande “Z” que contabiliza mais de 100 m de percurso.

    No entanto, a razão para um trajeto tão aumentado é nobre. Os responsáveis pelo projeto optaram por manter uma inclinação suave nesta rampa, adequada não apenas para as bicicletas, mas também para o tráfego de cadeiras de rodas. O desnível a ser vencido entre as margens do rio impôs o longo caminho.

    Assim, voltamos ao começo: a íngreme subida que pedestres precisam encarar para cruzar o rio é a altura mínima para garantir que ciclistas pedalem sem problemas na pista em “Z” abaixo. De qualquer forma, a dúvida permanece: por qual caminho fazer a travessia?

    Imagens: Jeroen Musch / Divulgação.

    (0) Comentar
  • Casa Cor

    Domingo, 19 de Junho de 2016

    Em sua sétima participação na Casa Cor Goiás, a designer de interiores Andréia Carneiro elaborou em 16 metros quadrados a Sala de Almoço, um ambiente com muita personalidade, arte e design que busca reviver o convívio familiar.

    O intuito do projeto é resgatar os vínculos de amizade, a partilha e o bem querer familiar. Com foco no morar bem, a Sala de Almoço enfatiza o conforto, a funcionalidade e a beleza ao trazer peças de mobiliário assinados para abrilhantar o espaço.

    Espelhos modernos contrastam e compõem com as estampas do papel de parede. A estrela do ambiente é o conjunto de mesa e cadeiras que levam a assinatura de Patrícia Urquiola.

    O piso flutuante e o rodapé em madeira reciclável foram utilizados para trazer aconchego ao ambiente.

    O projeto luminotécnico é cênico, destacando elementos especiais do projeto, como o carrinho de chá e o buffet.

    A Sala de Almoço é adornada ainda por três pendentes de linguagem contemporânea e por uma instalação de pratos assinada pelo artista plástico Marcos Camargo, unindo modernidade e funcionalidade, características marcantes da personalidade da nutricionista goiana que inspirou o projeto.

    Produto Aldeia presente neste ambiente: Rodapé Branco Santa Luzia.

    Imagens: Gesley Brasil.

    (0) Comentar
  • Casa Cor

    Sábado, 18 de Junho de 2016

    A Casa Cor Goiás 2016 entrou na sua reta final, mas as comemorações pelos 20 anos da mostra goiana e da Aldeia continuam!

    Confira o olhar da Diretora Executiva da Aldeia, Marisete Naves, sobre essa forte parceria em uma entrevista concedida à Casa Cor TV, na Sala de Banho “Espaço Aldeia”!

    (0) Comentar
  • Casa Cor

    Sexta-Feira, 17 de Junho de 2016

    Em sua estreia na Casa Cor Goiás, a arquiteta e urbanista Milena Niemeyer convida os visitantes a conhecerem a sala Piano et Vin.

    A proposta em seus 100 metros quadrados é resgatar a integração da sala de estar ao jantar, como espaço de convivência.

    Capaz de gerar estímulo e hábitos, redescobrindo a cultura, arte, música, leitura e favorecendo o diálogo; o ambiente oferece uma experiência aspiracional vivenciada em momentos protagonizados ao piano.

    Sejam estes na mesa de jantar com a família e/ou amigos, no bate-papo íntimo propiciado pela proximidade do mobiliário do estar, em uma leitura no canto aconchegante da biblioteca ou em um passeio pela diversidade de obras de arte nas galerias das paredes.

    A sala tem estilo neoclássico francês suavizado com toques de contemporaneidade. As boiseries e laminação das paredes em um ébano rosso cintilante expressam o cuidado a cada detalhe e trazem um conceito de exclusividade ao projeto.

    O piso com pouco brilho e as paredes em pintura lisa deixam o veludo em tons verde esmeralda e marsala vibrarem sozinhos no expressivo design das charmosas poltronas e se somam ao tapete Ziegler, adornos de murano e prata, criando uma atmosfera aristocrática.

    A iluminação, climatização e automação do som, programados de forma pontual despertam uma descoberta a cada cena e são capazes de sofisticar, realçar, suavizar e propiciar o descansar.

    Produtos Aldeia presentes neste ambiente: Porcelanato Lumis 80x80 Mosarte; Rodapé e moldura Santa Luzia; Argamassa e Rejunte Portokoll.

    Imagens: Gesley Brasil.

    (0) Comentar
  • Posts anteriores
  • Loja Goiânia

    (62) 3093 1717

    Newsletter

    Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: