• Pisos

    Domingo, 10 de Dezembro de 2017

    Inspire-se neste projeto da arquiteta Debora Aguiar com o piso Madeyra Vecchia. Na Aldeia tem!

     

    (0) Comentar
  • Geral

    Sábado, 09 de Dezembro de 2017

    Que tal aproveitar o Natal, que está chegando, para dar aquela boa renovada na sua biblioteca? Pensando nisso, separamos aqui algumas opções incríveis de livros, relacionados ao universo da arquitetura e do décor, que estão chegando agora às livrarias. Confira cada um deles e escolha o seu!

    1. Coleção Arquiteturas - André Vainer e Guilherme Paoliello

    A Editora da Cidade, da Escola da Cidade, lança mais um livro da série “Coleção Arquiteturas”. Desta vez, a obra organizada pelos professores Anderson Freitas e Cesar Shundi Iwamizu, em conjunto com alunos, apresenta os trabalhos mais significativos dos arquitetos André Vainer e Guilherme Paoliello. São projetos de 1980 e 2010, época em que atuavam juntos no escritório AVGP, e contribuíram para o desenvolvimento do cenário arquitetônico paulista. Por R$ 80, com 280 páginas.

     

    2. Gisele Taranto - Arquitetura

    Formada em arquitetura e urbanismo na Universidade Santa Úrsula no Rio de Janeiro, Gisele Taranto conta sua trajetória profissional neste livro que reúne 17 projetos luxuosos, entre edifícios corporativos, casas, apartamentos e mostras de decoração, criados por ela nos últimos 10 anos. Publicado pela Zeta Editora, por R$ 249, com 288 páginas. 

     

    3. Studio Arthur Casas

    Nesta edição revisada e ampliada pela Zeta Editora, 33 trabalhos desenvolvidos pelo arquiteto Arthur Casas entre 2008 e 2017 ganham destaque. São projetos recentes e inéditos dos mais variados tipos, como o hotel Emiliano, no Rio de Janeiro, o restaurante Kosushi, em São Paulo, e até uma linha de relógios desenhada para a H.Stern. A obra conta ainda com textos assinados por grandes autores brasileiros e estrangeiros - Philip Jodidio, Maria Cecilia Loschiavo dos Santos e Fernando Serapião estão entre eles. Por R$ 297, com 376 páginas. 

     

    4. Cadas

    Com desenhos feitos à mão e uma percepção muito pessoal sobre cada elemento construído, o arquiteto Cadas Abranches comemora 38 anos de carreira com um livro especial. A edição bilíngue discorre as lembraças e inspirações do profissional a partir de 21 projetos inéditos, a maioria residenciais, que passeiam pelo eixo Rio-São Paulo. Da Zeta Editora, por R$ 297, com 336 páginas. 

     

    Vale lembrar que eles são ótimas opções para você presentar aquele amigo ou familiar que também é apaixonado pelo assunto!

    (0) Comentar
  • Geral

    Sexta-Feira, 08 de Dezembro de 2017

    A Pantone já determinou qual será a cor do ano de 2018: um tom mais sóbrio de roxo chamado Ultra Violet, que, segundo a marca, comunica originalidade, engenhosidade e um pensamento visionário.

    Substituindo o Greenery, o tom vem como uma forma de "iluminar" o ano que chega e foca no futuro com muita "imaginação, ingenuidade e visão". No comunicado publicado no site oficial da marca, eles explicam exatamente o que a cor sugere. Leia:

    "Complexa e contemplativa, Ultra Violet sugere o mistério dos cosmos, a vontade de saber o que está adiante, e as descobertas além do que somos agora. O vasto e sem limites céu da noite é um simbolo do que é possível e continua a inspirar o desejo de conquistar um mundo além do nosso.

     

    "Roxos enigmáticos também são, há muito tempo, um simbolo da contracultura, não convencionalidade e maestria artística. Musicos como Prince, David Bowie e Jimi Hendrix trouxeram tons de Ultra Violet para a linha de frente da cultura pop ocidental como uma forma de expressão de individualidade. Cheia de nuances e emoção, a profundidade da PANTONE 18-3838 Ultra Violet simboliza a experimentação e não conformidade, indivíduos com estímulo para imaginar suas marcas únicas no mundo e de quebrar barreiras por meio da expressão de criatividade. 

     

    "Historicamente, existe uma qualidade mística e espiritual atrelada ao Ultra Violet. A cor é muito associada a práticas de mindfulness, o que oferece mais planos para aqueles que procuram um refúgio do mundo caótico de hoje em dia. O uso de luzes com tons de roxo em espaços de meditação e em outros lugares energiza as comunidades que se juntam lá e inspira conexão". 

     

    (0) Comentar
  • Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017

    Quem não gosta de um cafezinho logo cedo, para dar aquela animada ou, a tarde, durante a reunião de negócios, né? Uma coisa é certa, para os amantes dessa bebida não importa a hora, um café é sempre bem-vindo! 

    Sabendo disso, o Starbucks inaugurou em Xangai, na China, uma loja gigante, de 2.700 metros quadrados, que refletirá uma experiência sensorial imersiva. A unidade superpremium conta com um espaço luxuoso e interativo, que permitirá aos clientes chineses entenderem melhor o processo de torra e preparo de vários cafés da Starbucks, incluindo os cafés limitados e raros da Starbucks Reserve. O local segue a lógica "roastery", como é chamada a linha de lojas de torrefação, lançado em Seattle, Washington, em 2014. Nesses dois Starbucks, são vendidos itens mais sofisticados, como chás infundidos com gás nitrogênio. A ideia é que ele se torne um ponto turístico da China, aproveitando-se da moda local pelo "gourmet" - atualmente, o país representa mais de 30% do consumo de bens de luxo no mundo. Com isso, o ambiente é o mais bonito da rede. Vale a pena conferir não só o café, como também a arquitetura do local:

    Depois desse post já ficou com vontade de tomar um quentinho, feito na hora? Venha aqui na Aldeia, tome um café com a gente e conheça as nossas opções de produtos!

    (0) Comentar
  • Viagem

    Quarta-Feira, 06 de Dezembro de 2017

    Já decidiu seu destino para curtir as férias de fim de ano? Que tal aproveitar esse visual do Lago Baikal, na Rússia? É o maior e mais profundo logo de água doce do mundo. 

    Incrível, né? Sua paisagem fica ainda mais de tirar o fôlego no inverno, quando ele congela.

    (0) Comentar
  • Revestimentos

    Terça-Feira, 05 de Dezembro de 2017

    Que tal montar sua cozinha com ladrilhos hidráulicos? Esse revestimento é fabricado artesanalmente, tem o concreto como matéria-prima e precisa ser curado em água. Ou seja, depois de pronto, fica de molho num tanque para eliminar as imperfeições. 

    Fabricação à moda antiga

     

    Presente em grandes monumentos arquitetônicos do mundo, como a Catedral de São Marcos, em Veneza, o ladrilho hidráulico é um clássico. Reinventado para os dias de hoje, ele ganha ares contemporâneos e exibe estampas exclusivas, criadas por artistas, arquitetos e designers.

    Ladrilho hidráulico da coleção 17th Century, design Deborah Osburn

     

    Inspire-se com alguns projetos:

    O revestimento, de estampas variadas e coloridas, vai bem no piso. Comporta-se como um tapete estampado. 

    Projeto: José Ricardo Basiches 

     

    Aplicados nas bancadas ou nas paredes permitem muitas combinações com a marcenaria e uma boa solução para um décor de personalidade com ar retrô.

    Projeto: Hiperstudio 

     

    Para ir além, vale misturar estampas diferentes, mas que conversam entre si, na parede e no piso. 

    Projeto: AM Studio

     

    Sabia que nós também temos opções lindas de revestimento aqui na Aldeia? Venha nos visitar e escolher o melhor para a sua casa!

    (0) Comentar
  • Geral

    Segunda-Feira, 04 de Dezembro de 2017

    A tendência industrial está presente no “Estúdio Gourmet” assinado por Mauricio Bomfim na Casacor Minas 2017!

    Foto: Daniel Mansur

     

    Para esse tipo de ideia e todas as outras, a Aldeia tem linhas de cooktops, fornos e coifas e, louças e metais disponíveis no showroom! Estamos te esperando!

    (0) Comentar
  • Geral

    Domingo, 03 de Dezembro de 2017

    O domingo é um dia perfeito para colocar a leitura em dia! Para te inspirar, que tal esse túnel de livros em uma livraria na China. Impressionante, não?

     

    (0) Comentar
  • Gastronomia

    Sábado, 02 de Dezembro de 2017

    Tipicamente brasileira, a feijoada é uma paixão nacional e prato quase obrigatório para o almoço de sábado, né? Se você vai receber os amigos para o almoço e deseja inovar com algo nada muito difícil ou elaborado, não deixe de conferir essa versão sem carne do tradicional prato brasileiro!

     

    Receita de feijoada vegetariana

    Ingredientes

    500 g de feijão preto
    1 cabeça de alho
    2 cebolas
    1 salsão
    200 g de cogumelo paris
    200 g de shimeji
    2 berinjelas
    4 beterrabas
    1/2 abóbora japonesa
    4 cenouras
    500 g de tofu defumado
    2 pimentas dedo de moça
    1 maço de salsa
    1 maço de cebolinha
    1 maço de coentro
    4 colheres de sopa de azeite extra virgem
    4 folhas de louro
    Sal rosa a gosto

    Modo de preparo

    Deixe o feijão de molho por 24 horas, trocando a água a cada 8 horas. Então, coloque em uma panela cheia de água, com sal e as folhas de louro, e cozinhe até a metade do tempo necessário. Reserve. Corte as berinjelas em cubos grandes, a beterraba em 8 partes iguais, as cenouras em rodelas, a abóbora em triângulos e o tufu defumado em cubos pequenos. Pique o alho, a cebola e o salsão finamente. Em uma frigideira, salteie a berinjela e, em seguida, os cogumelos com óleo de girassol e alho. Reseve. Regue a abóbora e a beterraba com um fio de óleo e leve ao forno por 20 minutos. Reserve. Em outra fridigeira, faça um refogado com alho, cebola, salsão, pimenta dedo de moça e talo de salsinha. Adicione o refogado ao feijão, ligue o fogo novamente e quando começar a ferver, adicione os legumes, os cogumelos e o tofu e deixar apurar até que o feijão fique cozido e o caldo grosso. Finalize com as ervas frescas, azeite e sal rosa. Sirva com arroz, farofa e couve refogada. 

    Arrisque fazer em casa e comprove você mesmo que tudo sairá exatamente com aquele gostinho delicioso!

     

    Fonte: Receita do chef Thiago Medeiros para a Casa Vogue.

     

    (0) Comentar
  • Arquitetura

    Sexta-Feira, 01 de Dezembro de 2017

    O Louvre Abu Dhabi foi inaugurado recentemente e surpreende, tanto pela aparência, quanto pela proposta. Projetada para ser uma cidade-museu, a construção é composta por 55 prédios individuais, com 23 galerias, restaurante, museu infantil, auditório e exibições. A arquitetura conta com uma série de estruturas que imitam os assentamentos característicos da região.

    O novo Louvre não organiza sua exposição a partir de estilos ou civilizações, mas sim por temas que mostrem as semelhanças que existem entre os diversos povos espalhados pelo mundo. Por exemplo, em uma sala aonde estão retratos de reis e príncipes do século XV está também o retrato de um presidente americano. Tudo para estimular seus visitantes a uma interessante reflexão sobre nossas diferenças e similaridades.

    Em uma ilha artificial próxima de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, o LAD conta com um domo de 180 metros de diâmetro como cobertura, que filtra os raios de sol e permite a entrada da luz natural nas galerias através de 7.850 estrelas de metal criando o que o arquiteto chamou de “chuva de luz”. Os visitantes podem chegar ao local pela terra ou pelo mar.

    Parte de de um verdadeiro distrito cultural, com uma série de prédios de artes e cultura, o Louvre Abu Dhabi dividirá espaço com um Guggenheim, assinado pelo arquiteto americano Frank Gehry, e com o Zayed National Museum, projeto do Foster + Partners.

     

    (0) Comentar
  • Posts anteriores
  • Loja Goiânia

    (62) 3093 1717

    Newsletter

    Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: