• Marketing

    Segunda-Feira, 07 de Outubro de 2013

    A Aldeia está mais uma vez nas páginas da revista People. Na contracapa o leitor pode conferir o anúncio da campanha Aldeia Presente por Natureza. Na 213ª edição a equipe Aldeia fez questão de relembrar o sucesso que foi a quinta temporada da Aldeia Verde. A coluna Acabamentos e Complementos apresentou ainda algumas exclusividades do nosso showroom, como o Mictório Save, da Deca, que será utilizado na Copa do Mundo e nas Olimpíadas, além de um destaque para a coleção Wallpaper, da Portinari, que está em exposição na nossa vitrine.

    Clique na imagem para ampliar e conferir tudo.

    Andréia Bahia, em sua coluna O Foco da People, também falou sobre uma das exclusividades da Aldeia. Andréia comentou sobre a linha Ayuru, o revestimento cimentício que leva o bem estar da natureza para os projetos.

    (0) Comentar
  • Aldeia

    Sexta-Feira, 30 de Setembro de 2011

    (0) Comentar
  • Geral

    Sexta-Feira, 08 de Julho de 2011

    Arquiteto por formação e fotógrafo por inspiração, Tuca Reinés mistura constantemente as duas artes. Coleciona prêmios na área de fotografia e tem seus trabalhos fotográficos reconhecidos ao redor do mundo, como nas revistas Vogue e Casa Vogue. O mesmo caminho tem tomado seus livros, editados no Brasil e no exterior. Entre suas obras estão, O azulejo na Arquitetura Civil de Pernambuco – Século XlX, Hotel Book Great Escapes South America e Oscar Niemeyer. Aldeia - Como nasceu o interesse por fotografar a arquitetura de ambientes? Algo lhe deu inspiração, ou desde criança você já percebia que seu olhar era diferente para a arquitetutra? Tuca - A arquitetura sempre foi meu hobbie. Desde pequeno gostava de ver obras, grandes espaços, e sentia que os via de uma forma diferente. Meu lugar predileto para passear era o antigo Museu da Aeronáutica no Parque Ibirapuera, em São Paulo, projetado por Oscar Niemeyer. Aldeia - A classificação definida em seu site é feita por objetos diversos, como poltronas, piscinas, cadeiras, pés etc. Quando vai fotografar, você percebe o todo (o espaço harmônico em si) e fotografa suas partes, ou vê objetos e foca sua atenção ao melhor ângulo que eles possam ter? Tuca - O que você vê em minha página da web, é um pedacinho que comecei a separar por temas. Algumas fotos que eu achava legais e eram interessantes dentro do meu trabalho do dia a dia, foram postas lá. Sobre meu modo de fotografar, primeiro enquadro tudo e, em seguida, vou dando as proporções ao olhar. Assim consigo detalhar o que quero dentro do espaço da câmera fotográfica. Aldeia - Durante suas viagens pelo mundo, qual país ou local mais lhe impressionou pela criatividade na arquitetura? Tuca - O Uruguai é um país onde os arquitetos têm uma consciência de espaço e materiais que achei muito interessante e bom de fotografar. Mas o Brasil também possui cidades muito ricas e criativas na arquitetura, como é o caso de Paraty, Pirenópolis, Carolina e Brasília. Elas têm uma hegemonia de desenho e uma integração com o urbanismo. Aldeia - Dentre os arquitetos da atualidade, existe algum (ou alguns) que mais lhe chama a atenção? E quais são as características que lhe conquistaram? Tuca - Gosto do Raphael Vignoli e do Paulo Mendes da Rocha. Me conquistam pela proporção, sabem implantar um projeto no terreno. Aldeia - Sendo São Paulo um grande centro de criações arquitetônicas. Qual espaço comercial, em sua opinião, mais inovou em termos de arquitetura? Por quê? Tuca - A Pinacoteca do estado de São Paulo é um bom exemplo para sua pergunta. Porque ao meu modo de ver a cidade, o arquiteto tem que pensar em continuidade que, por sua vez, é a mesma coisa que preservação. Aldeia - Durante sua palestra, você abordou assuntos relacionados a viagens feitas em Goiás e fotos tiradas por aqui. Você teve contato com a arquitetura e fotografia feitas em Goiás? Tuca - Goiás está fervilhante. É um estado com a cultura preservada e abençoado por uma maravilhosa natureza, por isso a arquitetura e a fotografia refletem esse clima de entrosamento. Aldeia - Teça comentários sobre o que viu e o que experienciou nas terras goianas. Além disso, existe algum projeto futuro de fotografia ou arquitetura para o Centro Oeste? Tuca - Vi muitas coisas enquanto visitava Goiás. Desde economia, fazendas, hotéis, cidades... e tudo me deixou bem contente por estarem no caminho certo. Vou voltar, sim, e se não for a trabalho, volto a passeio com a família! Aldeia - Na palestra, você disse que é fundamental ter simplicidade antes de fazer qualquer tarefa. Nos dê algumas dicas para "tornar simples" aquilo que parece extremamente complicado. Tuca - O que achamos muito complicado é justamente o que não sabemos fazer direito. Em todos os setores, use o bom senso para guiar seu trajeto e veja o quanto eles ficam mais fáceis. A simplicidade, para mim, é isso. Aldeia - Tuca, "o encontro das artes" já percorreu várias partes do Brasil e agora, veio a Goiânia. O que achou da parceria Aldeia e Docol, como promotoras da palestra? Tuca - Achei perfeita! Fiquei muito entusiasmado com a Aldeia porque nunca tinha visto uma loja de acabamentos tão sofisticada e oferecendo ao público, um tratamento muito especial. Além, é claro, do espaço agradável e a concepção arquitetônica bastante arrojada. Aldeia - Todos nós da Aldeia ficamos encantados por você. Poderia deixar uma mensagem para nossa equipe? Tuca - “Andar com fé, que a fé não costuma falhar", do querido Gilberto Gil!

    (0) Comentar
  • Pisos

    Quinta-Feira, 07 de Julho de 2011

    Fátima Lima participa da Casa Cor há 11 edições. O seu espaço ganhou prêmio de melhor projeto Casa Cor Goiás 2011. O Loft 8 Inspirado em uma jovem engenheira, solteira e bem sucedida profissionalmente, com a qual foi feito uma entrevista, criamos o projeto em cima dos anseios de morar de forma despojada e prática. É um ambiente com estilo contemporâneo e linhas retas, buscando aconchego, praticidade e funcionalidade. A integração dos pisos Escolhemos um piso fornecido pela Aldeia, que fosse resistente já que iria ser colocado no ambiente todo. Para integração com o banheiro, preferi um piso em porcelanato com estilo madeira para dar um pouco mais de aconchego aproximando mais de um pequeno Spa. A Aldeia É um avanço de diversificação no ramo de materiais de acabamento e tem uma grande mostra de acessórios em metais e louças. A Aldeia ajuda muito os profissionais na criação dos seus projetos. Clique nas imagens para ampliar.

    (0) Comentar
  • Curiosidades

    Quinta-Feira, 07 de Julho de 2011

    Mieke Meijer, na Design Academy Eindhoven, em 2003, resolveu fazer experiências com materiais. Viu uma pilha de jornais velhos e resolveu colar uma folha na outra e cortar de diversas formas. Enfim, percebeu que o material assemelhava-se muito com a madeira. “Embora transformada em papel, a madeira permanece”, afirma ela. É como se fosse um retorno do papel à condição de madeira. Em 2007, ela conheceu a dupla do escritório holandês Vij5 que investiu na idéia e chamou um grupo de jovens designers para criar peças com esse novo material. O resultado dessas transformações é incrível. Confira as fotos. Fonte: Casa Vogue

    (0) Comentar
  • Pisos

    Terça-Feira, 16 de Novembro de 2010

    Aldeia Novembro Especial

    (0) Comentar
  • Pisos

    Quarta-Feira, 10 de Novembro de 2010

    Saiba como escolher o revestimento ideal para sua obra!

    Revestimento Goiânia

    Em uma obra, os revestimentos cerâmicos, sejam eles porcelanatos, pisos ou azulejos, costumam representar de 2 a 3% do seu valor total, e seus principais objetivos são proteger, preservar a construção e embelezar a obra. Portanto vale a pena o investimento.

    Compre o produto com a idéia de manutenção e limpeza em mente, é importante levar em consideração esses aspectos, para facilitar os cuidados do dia-a-dia de sua casa. Lembre que revestimentos de qualidade refletem na durabilidade do produto, e consequentemente na beleza do ambiente em que ele está aplicado.

    Para escolher os revestimentos das salas e quartos, o ideal é tentar combina-los com as tonalidades das madeiras dos móveis, deixando o ambiente mais harmônico e homogênio. As peças maiores também funcionam melhor nesse tipo de ambiente.

    Revestimento Sala

    Nas cozinhas, revestimentos grandes (40x40cm) também são mais recomendados, pois proporcionam menor área de rejunte, o que facilita a limpeza. Prefira cores claras, especialmente a cor branca, pois passa um aspecto de limpeza.

    revestimento cozinha

    Para o banheiro e piscinas, a grande novidade são as pequenas pastilhas de vidro, que podem ser encontradas em diversas cores e dão um charme especial ao acabamento.

    revestimento banheiro

    Algumas peças de cerâmica e porcelanato imitam texturas tais como madeira, pedra e tecido, assim, se você não quiser ter que se preocupar com manchas e cuidados específicos para diferentes materiais, são uma ótima opção!

    Revestimento Madeira

    Em caso de dúvidas não exite em entrar em contato com a Aldeia. Contamos com uma equipe altamente especializada e pronta para oferecer o melhor em projetos para o seu lar.

    As fotos dessa matéria são de projetos da arquiteta Kerley Melo.

    Todos os revestimentos das fotos você encontra na Aldeia Acabamentos, em Goiânia.

    fontes: piso e revestimento

    terra

    (0) Comentar
  • Peças decorativas

    Sexta-Feira, 05 de Novembro de 2010

    O designer holandês Erwin Zwiers lança sua coleção Twisted Lights.

    A inspiração para o 'Twisted Lights" vem do material utilizado, chamado bend plywood.

    Este tipo de madeira ( bend = dobrar e plywood = madeira compensada ou contraplacado) é perfeita para dobrar, quando devidamente processada, e proporciona infinitas possibilidades de forma. A flexibilidade do material facilita a fazer formas orgânicas.

    A luminária é construída a partir de uma forma inicial, que constitui o seu topo. Contra essa madeira superior curva, outras placas de madeira são ajustadas, de modo que durante a construção da peça, ela vai crescendo passo a passo. Por causa desse processo de criação, não é possível saber qual será o resultado final da peça, fazendo com que cada uma seja única.

    Todas as luminárias dessa coleção são feitas à mão!

    fonte: http://contemporist.com/

    (0) Comentar
  • Peças decorativas

    Sexta-Feira, 05 de Novembro de 2010

    Os designers Tanja Hinder e Michael Thomas Host do estúdio MTH Woodworks recentemente exibiram sua coleção de mesas, chamada Bloom, no IDS West em Vancouver, Canadá.

    [caption id="attachment_299" align="aligncenter" width="630" caption="foto das mesas na exposição IDSwest."]Aldeia Goiânia[/caption]

    A coleção Bloom, de mesas de centro e mesas laterais, são fundidas em resina sólida feita de amendoim e soja, esta coleção cria uma revolução mobiliária e criativa.

    Cada base é única. Esta série combina formas orgânicas naturais com materiais modernos, resultando em uma superfície contínua que garante inspirar os consumidores. As mesas são resistentes ao calor, mancha, a químicos e mofo.

    Acesse o site do estúdio MTH Woodworks para mais informações. http://www.mthwoodworks.com/bloom_collection.html

    fonte: http://contemporist.com/

    (0) Comentar
  • Pisos

    Terça-Feira, 26 de Outubro de 2010

    Com desenhos inspirados na arte e na arquitetura moderna brasileira, a Mosarte lança a sua nova coleção, que está a venda exclusivamente na Aldeia.

    A beleza das formas retas e orgânicas, dos arcos e dos ângulos são os grandes protagonistas dos revestimentos da coleção Arte Moderna. Os desenhos homenageiam a arquitetura e a arte moderna brasileira, transcendendo o conceito decorativo e o elevando a um patamar mais sofisticado que convida à contemplação.

    Resultado de ampla pesquisa e estudo sobre o portifólio da arte e arquitetura moderna brasileira, o design dos produtos foram inspirados nas obras de Oscar Niemeyer, Nauro Jorge Esteves, Lúcio Costa, Cândido Portinari e Athos Bulcão. Além de outros artistas e arquitetos que participaram do importante movimento modernista iniciado na década de 30 e que se estende aos anos 50 com o início da construção de Brasília.

    Foram criadas seis padronagens de mosaicos exclusivos para paredes e um modelo para pisos e paredes. A coleção Arte Moderna apresenta ainda variedade de cores e totaliza dezenove opções de produtos ao todo, permitindo sua aplicação em diferentes formas.

    Revestimentos:

    Niterói: Feito com a tecnologia de corte em jato d´água, o Niterói é um revestimento inspirado na arquitetura do Museu de Arte Contemporânea (MAC) de Niterói. Formado por módulos quadrados e arcos desencontrados, o relevo fica ainda mais evidente devido às alturas diferentes de sua superfície permitindo compor diferentes paginações. Está disponível em mármore crema marfil (crema) e bianco piguês (bianco) e em madeira certificada pelo Ibama (legno). A versão Niterói Crema pode ser usada em paredes internas e externas. Já as opções em bianco piguês e madeira, somente para paredes de áreas internas.

    Pampulha: Feito com a tecnologia de corte em jato d´água, as formas orgânicas de Niemeyer e a pintura exuberante de Portinari foram as grandes fontes de inspiração que originaram o mosaico Pampulha. Repleto de arcos que provocam movimento e se encontram de forma contínua e elegante, sua superfície tridimensional apresenta relevos angulados. Exclusivo para paredes nas cores bege (em limestone europeu, para paredes internas e externas), Nero (em Nero Marquina absoluto, para paredes internas) e Piguês (em Bianco Piguês para paredes internas).

    Itamaraty: Feito com a tecnologia de corte em jato d´água, os arcos do Palácio do Itamaraty – obra do arquiteto Oscar Niemeyer - inspiraram a criação deste revestimento, que é uma versão sem relevo e com fuga do Mosaico Pampulha, nas cores Bege e Piguês. Pode ser usado em paredes e pisos em contato com a água, em áreas internas ou externas.

    Alvorada: Feito com a tecnologia de corte em jato d´água, o design deste revestimento revela as formas orgânicas dos pilares do Palácio da Alvorada, em Brasília, projetado por Oscar Niemeyer. É uma composição de formas sincronizadas e harmônicas com curvas que ficam ainda mais evidentes com o relevo regular de sua superfície. O Alvorada é feito em mármore nas cores mix bege (travertino clássico e crema), piguês (bianco piguês), nero (nero marquina absoluto) e em madeira certificada pelo Ibama, na cor Legno. O Alvorada Nero, Piguês e Legno são exclusivos para paredes internas, enquanto o Alvorada Mix Bege pode ser usado em paredes externas também.

    Buriti: O design deste revestimento é uma referência ao Palácio Buriti, projetado pelo arquiteto Nauro Jorge Esteves. Apresenta desenhos geométricos que se destacam ainda mais devido aos seus relevos inclinados na superfície. É produzido em mármore bianco thassos, crema marfil e nero marquina. O Buriti Crema pode ser usado em paredes internas e externas. Já o Buriti Nero e Thassos somente em paredes internas.

    Metrópole: Com design moderno e contemporâneo, o revestimento Metrópole é composto por barras de várias dimensões, onde o relevo é ainda mais evidente pela diferença marcante de espessura. Remete à volumetria das grandes cidades e seus edifícios, com as características linhas retas do traçado urbano, levando ao ambiente sofisticação e bem-estar. Está disponível em mármore bianco thassos e em madeira certificada pelo Ibama. Indicado para ambientes secos e internos, com uso exclusivo para paredes.

    Capanema: Feito com a tecnologia de corte em jato d´água, este revestimento foi criado para homenagear o arquiteto Lúcio Costa que projetou o edifício Capanema no Rio de Janeiro. Pequenas formas trapezoidais montadas simetricamente formam um relevo que simula uma superfície rítmica e tramada, inspirada na fachada principal deste edifício. Feito em mármore na cor crema para revestir paredes externas e internas e bianco thassos para revestir paredes internas.

    (0) Comentar
  • Próximos posts
  • Posts anteriores
  • Loja Goiânia

    (62) 3093 1717

    Newsletter

    Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: