• Arquitetura

    Quarta-Feira, 10 de Janeiro de 2018

    A Casa Vicens, a primeira casa projetada por Antoni Gaudí, em Barcelona, na Espanha, passou por processos de restauração e, o imóvel, que é considerado Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, após 130 anos funcionando como residência privada, agora é um museu - e está aberto para visitação!

    Em 1883, quando Gaudí tinha apenas 31 anos, Manel Vicens encomendou ao arquiteto a construção do que seria sua casa de verão, mas vendeu em 1925. Naquela época, Gràcia, agora um bairro cosmopolita de Barcelona, era uma cidade separada. O comprador, Antoni Jover, contratou um amigo de Gaudí, Joan Baptista Serra de Martínez, para ampliar o projeto e transformá-lo em uma residência para 3 famílias. A mudança custou alguns sacrifícios ao projeto original, como a demolição da belíssima escadaria. Em 2007, o imóvel foi novamente colocado a venda, mas só em 2014 ele foi comprado por um banco espanhol com o intuito de finalmente mostrar ao público seu interior, e transformá-lo em um museu.

    O projeto de restauração da casa começou no começo do ano passado. Os arquitetos do projeto de renovação, José Antonio Lapeña, Elías Torres e David García, defendem a essência e a originalidade da obra. Por isso, enfatizam que o principal objetivo do projeto sempre foi mostrar a obra original. Em colaboração com um time de artesãos, historiadores, químicos e experts no trabalho de Gaudí, moveram-se para preservar a essência de Gaudí, evitando grandes interferências e modernizações. O edifício permanece completamente independente, sem construções ao seu lado e tem muito destaque no bairro de ruas estreitas e população densa.

    As paredes da construção foram pintadas com novas cores, enquanto os jardins e as fontes de água foram realocados, sempre procurando seguir o projeto original através de fotografias e registros históricos. Na parte interna, as cores originais, essenciais para a ideia de continuidade entre os quartos, foram pintadas novamente com tons ainda mais vibrantes. Na sala para fumantes, os arquitetos descobriram, por trás de muitas camadas de tinta amarela, a padronagem azul e verde de Gaudí. Relevos em papel maché nos tetos e paredes foram reparados e restaurados ao original.

    O projeto é obra-chave para a compreensão da arquitetura de Gaudí e do desenvolvimento do modernismo de Barcelona. “A relação entre arquitetura e natureza é criada através da ornamentação, e não da estrutura ou formas. O interior e o exterior estão em diálogo constante com a natureza. Essa ideia começou nesta casa, e podemos vê-la se formalizando nos projetos seguintes”, afirmou David García Martínez, fundador do estúdio DAW, em entrevista ao Architectural Digest. 

    A Casa Vicens fica localizada no coração de Barcelona, e recebe turistas todos os dias, das 10h às 19h, exibindo trabalhos de Gaudí entre outras séries de exposições de arte e atividades culturais e educativas. – mas só o fato de poder entrar em uma obra feita pelo arquiteto catalão já vale a experiência! Que tal adicionar na lista de destinos?

     

    (0) Comentar
Loja Goiânia

(62) 3093 1717

Newsletter

Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: