• Geral

    Sexta-Feira, 20 de Março de 2015

    Quando foi criado, o CARRO era considerado a maior inovação do século e o item de desejo de todos. Hoje essa realidade mudou. Apesar de mais confortáveis, silenciosos e ágeis, os carros de hoje se tornaram um PROBLEMA em todo o mundo, pois com o AUMENTO da população e também da FROTA nas ruas, tornou-se praticamente IMPOSSÍVEL se locomover no dia a dia. Na busca pela solução dos problemas de MOBILIDADE URBANA, algumas cidades estão investindo em TRANSPORTES ALTERNATIVOS no intuito de se tornarem LIVRES de carros.

     

    Madri

    Algumas ruas e avenidas da cidade já foram BLOQUEADAS para tráfego de AUTOMÓVEIS, com o objetivo de manter as áreas apenas para CAMINHADAS. Dessa forma, apenas os residentes do bairro podem dirigir. Quem violar a lei pode ser multado, inclusive.

     

    Paris

    Com a POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA a níveis alarmantes, a cidade decidiu fazer um RODÍZIO: no centro da cidade, por exemplo, quem não mora nos bairros próximos não poderá dirigir aos finais de semana. A ideia é que até 2020 o número de CICLOVIAS na cidade dobre e os carros a diesel sejam proibidos.

     

    Chengdu

    A cidade localizada no sudoeste da China foi projetada para ANDAR A PÉ. O projeto deve ser concluído em 2020. A construção de vias foi realizada de modo a garantir que seja possível chegar a qualquer lugar andando, no máximo em 15 minutos.

     

    Hamburgo

    Para incentivar o uso de BICICLETAS e as CAMINHADAS, a cidade tem investido em uma “rede verde”, que deve ser concluída nos próximos 15 ou 20 anos. O sistema promete conectar parques em toda a cidade, permitindo o uso de bicicletas em qualquer lugar.

     

    Helsinque

    A cidade tem um projeto que vai transformar subúrbios dependentes do automóvel em comunidades ligadas ao centro da cidade através de TRANSPORTE PÚBLICO. Além disso, está em fase de teste um aplicativo que permite que os usuários acessem instantaneamente uma bicicleta, carro ou táxi compartilhado, ou encontrem o ônibus ou trem mais próximo.

     

    Milão

    Para incentivar o ABANDONO DO CARRO, a cidade disponibiliza vales-transporte gratuitamente para os passageiros que deixarem seus veículos em casa. O sistema funciona por meio de um computador no painel do carro que fica conectado à internet – quando o carro fica em casa, a cidade envia um voucher com o mesmo valor do bilhete de ônibus ou trem.

     

    Copenhague

    Desde 1960 a cidade investe em zonas de PEDESTRES e no uso de BICICLETAS. Atualmente, mais da metade da população utiliza os mais de 200 quilômetros de ciclovias para trabalhar todos os dias.

    (0) Comentar
  • Geral

    Sexta-Feira, 20 de Março de 2015

    A cada dia, mais e mais brasileiros, principalmente aqueles que vivem em grandes cidades, têm optado pela BICICLETA na hora de se deslocar em ruas e avenidas. Porém, o que é novo por aqui, já é um hábito de décadas na Europa e eles seguem inovando. A NOVIDADE agora é que será construída uma CICLOVIA com mais de 70 MIL QUILÔMETROS e passará por 43 PAÍSES. É a EUROVELO.

    Serão 14 ROTAS com TAMANHOS DIVERSIFICADOS e que poderão ser aproveitadas por CICLISTAS/TURISTAS que desejam percorrer grandes distâncias (entre um país e outro) e também por MORADORES de comunidades locais que poderão viajar entre cidades vizinhas. Outro ponto positivo é que cada trecho receberá um nome condizente à história ou às paisagens das regiões. Um bom exemplo é a rota 14 (maior de todas), que terá o nome de “Cortina de Ferro” e ligará 20 países, dentre eles, Rússia, Noruega, Bulgária, Turquia e Alemanha, fazendo alusão ao período da Guerra Fria.

    Quem tiver interesse em conhecer mais detalhes sobre a ciclovia, que será concluída até 2020, pode acessar o site da Federação Europeia de Ciclistas, onde é possível ver alguns trechos já prontos e ainda um mapa interativo de como ficará a ciclovia após sua conclusão.

    (0) Comentar
  • Curiosidades

    Sexta-Feira, 25 de Julho de 2014

    A cidade São Paulo irá receber um projeto que promete ajudar na mobilidade, na sustentabilidade e na saúde de seus moradores, o bicicletário público com vestiário.

    Construído no largo da Batata, em Pinheiros, ao lado da estação de metrô Faria Lima, o bicicletário irá comportar até 102 vagas e contará com banheiros e um vestiário com armários, bancos e cadeiras. Além disso, também terá serviço de manobristas que serão responsáveis pelo manuseio das bikes.

    O projeto da SP Urbanismo é apenas um começo para a melhoria da qualidade de vida do cidadão de São Paulo, outros projetos devem se espelhar neste exemplo e propor ideias inteligentes que unem praticidade, sustentabilidade e saúde.

    (0) Comentar
Loja Goiânia

(62) 3093 1717

Newsletter

Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: