• Sustentabilidade

    Quinta-Feira, 01 de Novembro de 2018

    Essa casa transportável, construída pelo escritório de arquitetura Invisible Studio, foi erguida com materiais que sobraram de outras obras e madeiras cultivadas localmente.

    Casinha transportável de baixo custo é feita a partir de materiais recuperados (Foto: Reprodução)

    Ao custo de 20 mil libras esterlinas, cerca de 93 mil reais, a moradia é uma opção para quem busca uma acomodação  utilizável, versátil e de custo baixo, facilmente transportada por meio de rodas, seja temporária ou permanente.

    Casinha transportável de baixo custo é feita a partir de materiais recuperados (Foto: Reprodução)

    Com aparência de casa mesmo e design elegante, a casinha tem a fachada revestida em fibra de vidro e aço, o que facilita a entrada de muita luz natural. Já o interior, todo em madeira clara, tem um deck que pode ser usado como quarto. Esse espaço possui ainda uma “parede” de cordas.

    Casinha transportável de baixo custo é feita a partir de materiais recuperados (Foto: Reprodução)

     

    (0) Comentar
  • Sustentabilidade

    Quarta-Feira, 11 de Abril de 2018

    No mundo todo, milhares de pessoas não têm condições de moradia adequadas e seguras. Por isso, a Icon desenvolveu uma solução de moradia sustentável, prática e econômica  para levar moradia para pessoas em estado de extrema pobreza.

    O projeto foi apresentado em março no evento de inovação e tecnologia SXSW, nos Estados Unidos, e constrói os imóveis por meio de uma tecnologia que usa a ideia das impressoras 3D para imprimir minicasas de concreto em menos de 24 horas e no valor máximo de US$ 10.000. Aliás, a ideia da empresa é diminuir esse custo para US$ 4.000, deixando o projeto ainda mais acessível. 

    A casa é ‘impressa’ em concreto, ajudando a criar uma estrutura firme e que vai se manter mesmo com as mudanças climáticas. Cada casinha tem 60 metros quadrados e conta com os ambientes básicos para uma vida confortável: quarto, banheiro, sala – e tem uma varanda que a cerca. 

    O projeto já deixou de ser apenas uma ideia para se tornar uma realidade. A Icon fechou uma parceria com a organização não governamental New Story para levar 100 casas impressas para uma comunidade em El Salvador, no próximo ano. Futuramente, o projeto também deverá se estender para países como Bolívia, Haiti e México, de acordo com o Design Táxi.

     

     

    (0) Comentar
  • Cinema

    Sexta-Feira, 02 de Fevereiro de 2018

    A arquiteta Boryana Ilieva, conhecida como Floor Plan Croissant, é apaixonada pelo décor dos filmes e séries, assim como nós! Especializada em desenhar as plantas de casas e apartamentos dos longas, mais recentemente, ela postou no Instagram as ilustrações que fez com inspiração nos interiores de seis filmes que estão concorrendo ao Oscar 2018. Confira o resultado abaixo:

     

    1. A Ghost Story

    (Reprodução/Floor Plan Croissant)

     

    2. Blade Runner 2049

     

    (Reprodução/Floor Plan Croissant)

     

    3. Corra!

    (Reprodução/Floor Plan Croissant)

     

    4. Mãe!

    (Reprodução/Floor Plan Croissant)

     

    5. Me Chame Pelo Seu Nome 1

    (Reprodução/Floor Plan Croissant)

     

    6. Me Chame Pelo Seu Nome 2

    (Reprodução/Floor Plan Croissant)

     

    7. Personal Shopper

    (Reprodução/Floor Plan Croissant)

     

     

     

     

     

     

     

    (0) Comentar
  • Arquitetura

    Terça-Feira, 07 de Novembro de 2017

    Os arquitetos estão cada vez mais desenvolvendo projetos de mini casas, graças à capacidade de suprir necessidades em espaços pequenos e de economia durante a construção. Isso se deve, principalmente, pelas cidades estarem ficando, dia após dia, mais ocupadas. Um exemplo desses espaços é o da fotógrafa ucraniana Alla Ponomareva que vive nos Estados Unidos com o marido e, ao planejar a construção de uma casa para hóspedes, decidiu testar um projeto de casa miniatura que havia visto na internet.

    Criado por Derek Diedricksen, especialista nas chamadas ‘Tiny Houses’ (literalmente “casas minúsculas”), o projeto original havia custado 1200 dólares (o equivalente hoje a pouco mais de R$ 4 mil), mas Alla e o marido conseguiram cortar o orçamento para 700 dólares (mais ou menos R$2300). O casal conseguiu reaproveitar materiais da casa que já tinham como  janelas, tábuas e o telhado, e montaram a cabana, que mede apenas 7,4 metros quadrados. Um dos itens que mais elevou o custo da construção foi um painel solar que garante energia para acender lâmpadas ou carregar aparelhos eletrônicos na casa. 

    Entre os detalhes mais legais da cabana estão os degraus de entrada, feitos de toras cortadas do próprio terreno, e as paredes de vidro, que permitem aos convidados observar o céu estrelado de Montana à noite. Como a cabana é para hóspedes, o casal não se preocupou em construir banheiro ou cozinha, mas pertinho dali, há um banheiro externo e um chuveiro aquecido por energia solar.

    Ao todo, a construção levou três semanas, com o casal trabalhando praticamente todos os dias.

     E você, onde faria sua casinha?

    (0) Comentar
Loja Goiânia

(62) 3093 1717

Newsletter

Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: