• Decoração

    Domingo, 11 de Novembro de 2018

    A cada dia que passa mais pessoas se interessam em plantar o seu próprio alimento e é possível criar uma mini horta mesmo morando em um espaço pequeno.

    Nesse post a gente vai mostrar uma opção sustentável e muito simples de fazer criado pela designer Luisa Maciel. Nesse projeto ela usou o vaso cobogó, mas pode ser utilizado qualquer outro material vazado.

    Vamos ao passo a passo?

    Você vai precisar de: tijolo vazado cobogó, barbante de sisal, lixa para terracota, cola branca, veda borda, quatro estampas de tecido de algodão, botão, linha para bordado, papel cartão, saquinhos plásticos, terra para jardinagem, tesoura, quatro mudas.

    Você vai precisar de: tijolo vazado cobogó, barbante de sisal, lixa para terracota, cola branca, veda borda, quatro estampas de tecido de algodão, botão, linha para bordado, papel cartão, saquinhos plásticos, terra para jardinagem, tesoura, quatro mudas.

    Lixe o cobogó até que a superfície fique uniforme. Reserve.

    Lixe o cobogó até que a superfície fique uniforme. Reserve.

     

    Corte um dos tecidos na medida de 14 x 12 cm. Una as duas laterais maiores e costure, formando uma espécie de canudo. Faça o mesmo em uma das aberturas menores, originando um saquinho de 7,5 x 12 cm. Repita o processo com os três tecidos restantes. Reserve.

    Corte um dos tecidos na medida de 14 x 12 cm. Una as duas laterais maiores e costure, formando uma espécie de canudo. Faça o mesmo em uma das aberturas menores, originando um saquinho de 7,5 x 12 cm. Repita o processo com os três tecidos restantes. Reserve.

    Recorte uma tira de papel cartão com cerca de dois dedos de largura e com comprimento suficiente para “abraçar” o cobogó (aproximadamente 75 cm). Corte uma faixa de tecido da sua preferência com largura maior do que a tira de papel. Cole a tira no centro do tecido e encape-a. Alinhave para dar acabamento. Envolva o cobogó com a faixa e costure um botão para unir as duas pontas. 

    Recorte uma tira de papel cartão com cerca de dois dedos de largura e com comprimento suficiente para â??abraçarâ?? o cobogó (aproximadamente 75 cm). 
Corte uma faixa de tecido da sua preferência com largura maior do que a tira de papel. Cole a tira no centro do tecido e encape-a. Alinhave para dar acabamento. Envolva o cobogó com a faixa e costure um botão para unir as duas pontas.

    Hora de fazer as alças do vaso, se quiser pendurá-lo. Amarre tiras duplas de sisal em duas laterais paralelas do cobogó. Ate as quatro pontas do barbante, dando um nó na altura desejada. Reserve. 

    Hora de fazer as alças do vaso, se quiser pendurá-lo. Amarre tiras duplas de sisal em duas laterais paralelas do cobogó. Ate as quatro pontas do barbante, dando um nó na altura desejada. Reserve.

    Pegue um saquinho plástico e faça um pequeno furo na base, importante para escoar a água. Preencha-o com terra de jardinagem até a metade. Coloque a muda e complete a embalagem com mais terra. 

    Pegue um saquinho plástico e faça um pequeno furo na base, importante para escoar a água. Preencha-o com terra de jardinagem até a metade. Coloque a muda e complete a embalagem com mais terra.

    Acomode os saquinho nas capas de tecidos e então encaixe-os nos espaços vazados do cobogó. Prontinho! 

    Acomode os saquinho nas capas de tecidos e então encaixe-os nos espaços vazados do cobogó. Prontinho!

    Agora é só cuidar da horta!

    Agora é só cuidar da sua horta e garantir temperos frescos e saborosos para as refeições em casa.

    Via: Arquitetura e Construção

    Fotos: Divulgação/BIO Comunicação

    (0) Comentar
  • Sexta-Feira, 09 de Novembro de 2018

    Ainda sem saber o que fazer no final de semana? Aproveite o tempo livre para assistir no cinema o filme Bohemian Rhapsody, que narra a história incrível da banda Queen e toda a trajetória de exageros e sucesso do vocalista Freddie Mercury, que transcende o tempo e sua morte.

    Resultado de imagem para bohemian rhapsody filme

    Além do belíssimo trabalho dos atores, a semelhança física entre a ficção e realidade são impressionantes. O filme nos transporta para a época de ouro da banda e ainda nos proporciona assistir uma reprodução da icônica apresentação do Queen no evento beneficente Live Aid.

    Assistam o trailer:

     

    (0) Comentar
  • Sustentabilidade

    Terça-Feira, 10 de Julho de 2018

    Com o avanço da Lei 6299/02, ou ‘PL do Veneno’, os brasileiros viram a importância de não consumir alimentos com toneladas de agrotóxicos - . As versões orgânicas também estão encontrando dificuldades nas leis nacionais, já que existe outro projeto de lei que quer proibir a venda de alimentos orgânicos fora das grandes redes de supermercado. Para tentar diminuir os efeitos nocivos dos componentes dos agrotóxicos no corpo (muitos deles são cancerígenos), a saída mais eficaz é ter a própria horta em casa, que além de ser mais saudável para o corpo, tem menos impacto no mundo, portanto, sendo também sustentável. Contudo, muitas dúvidas surgem ao pensar na horta dentro de casa, por isso, listamos 8 dicas básicas para que você acerte de primeira na horta da sua casa.

     

    1. Escolha um lugar bastante ensolarado
    8 dicas para a sua horta dar certo de primeira (Foto: Reprodução)

    Uma horta precisa de no mínimo quatro horas de sol por dia para se manter saudável . Se a sua cozinha não tem essa incidência de luz, por mais charmoso e prático que pareça ter os temperos ao lado do fogão, você terá que achar um novo local para seus vasinhos.

     

    2. Dê espaço para que elas cresçam
    8 dicas para a sua horta dar certo de primeira (Foto: Reprodução)

    Muitas vezes as mudas de ervas são vendidas em charmosos vasinho, mas isso não quer dizer que é ali que elas devem ficar para o resto de suas vidas. Para que cresçam saudáveis as ervas precisam de um vaso com no mínimo 15 cm de profundidade.

     

    3. Fique atento à drenagem
    8 dicas para a sua horta dar certo de primeira (Foto: Reprodução)

    Para que a água não fique acumulada e a sua muda termine afogada, é preciso preparar o terreno. O vaso  (ou recipiente que for usado) deve, necessariamente, ter um furo em baixo para que a água escorra - se for uma lata, por exemplo, basta fazer um furinho com um prego. Além disso, a primeira camada precisa ser preenchida com pedras e areia. Só depois vem a terra e a planta.

     

    4.Veja quais ervas combinam entre si
    8 dicas para a sua horta dar certo de primeira (Foto: Reprodução)

    Nem todas as ervas vão compartilhar uma mesma jardineira de forma pacifica. Além de checar se elas demandam os mesmos cuidados quanto a iluminação, terra e rega, vale pesquisar um pouco sobre o comportamento da planta. A hortelã, por exemplo, é super espaçosa e por isso o mais recomendado é plantá-la em um vaso separado.

     

    5. Cuidado com a quantidade de água
    8 dicas para a sua horta dar certo de primeira (Foto: Reprodução)

    É  mais comum que os marinheiros de primeira viagem matem suas hortas afogadas do que secas. As regras para regar uma planta mudam completamente de acordo com o ambiente que ela está. Tipo de vaso, temperatura, presença de vento, tudo isso influência. Por isso, o ideal é colocar a mão na terra e sentir se ela está úmida ou não. Se a superfície está seca, mas a terra está molhada mais em baixo, não é preciso regar.

     

    6. Não esqueça de adubar
    8 dicas para a sua horta dar certo de primeira (Foto: Reprodução)

    Além do adubo colocado na hora de plantar a muda no vaso ou na jardineira, é preciso continuar adubando a horta uma vez a cada 2 meses - pelo menos. Só assim a terra permanece fértil para que as mudas cresçam saudáveis.

     

    7. Pode sem medo 
    8 dicas para a sua horta dar certo de primeira (Foto: Reprodução)


    Não é incomum que as pessoas se apeguem as suas plantas e acabem tendo medo de podar as folhas secas ou os galhos doentes, o que no fim pode acabar prejudicando a sua plantação. O manjericão por exemplo, precisa ser bastante podado e até suas flores devem ser retiradas, caso contrário sua haste fica muito longa e fraca.

     

    8. Colha com cuidado
    8 dicas para a sua horta dar certo de primeira (Foto: Reprodução)

    Arrancar com a mão apenas as folinhas que você vai usar para a próxima receita pode parecer prático, mas não é nada recomendável. Na hora de colher os itens de sua horta, o ideal é cortar um ramo, incluindo os cabinhos, com uma boa tesoura. Assim você evita abalar a estrutura da planta e deixa as condições favoráveis para que nasçam novos brotos.

     

    Via: Casa Vogue

    (0) Comentar
  • Decoração

    Terça-Feira, 19 de Dezembro de 2017

    Já estamos na semana do Natal, mas sua casa ainda não entrou no clima? A Aldeia separou algumas ideias para você decorar os ambientes com a tendência natalina que está invadindo as casas americanas! 

    Esqueça as tradicionais bolas coloridas, guirlandas pomposas e árvores super equipadas: a decoração de Natal em 2017 promete ser totalmente minimalista e natural nas casas americanas, segundo a rede social, Pinterest. A busca pelo termo “naked greenery” (que em tradução livre significa “vegetação crua”), aumentou cerca de 379% no site, o que indica uma mudança significativa no planejamento dos americanos para as festas de final de ano.

    O que isso quer dizer? As composições prometem conquistar pela simplicidade! As coroas de flores, decorações de mesa e até mesmo as árvores de Natal estarão menos enfeitadas neste ano, deixando o verde e o natural prevalecer no décor natalino. O fenômeno alinha-se às duas principais tendências de decoração de 2017: o hygge e o farmhouse, que buscam o minimalismo e a reaproximação da natureza. Veja, inspire-se com ambientes natalinos que seguem a tendência do “naked greenery“ e comece a dar uma cara festiva ao seu lar.

    Com paleta clara e poucos itens, estas composições são temáticas, porém discretas – são fáceis de fazer, entram no âmbito do ‘faça você mesmo’, e perfeitas para quem prefere um décor mais simples!

     

    (0) Comentar
  • Dica

    Segunda-Feira, 27 de Novembro de 2017

    Está pensando em reformar? Sabia que respeitar algumas etapas reduz as chances de colocar a paciência – e o investimento – em risco? Então acompanhe essas dicas para o quebra-quebra ser bem sucedido!

     

    1. Projeto bem definido: A primeira tarefa é listar o que precisa ser feito. “Sem planejamento, o custo de uma reforma é infinito”, alerta Mariane Carneiro da Cunha, sócia da AH!SIM, empresa especializada no tema. Derrubar paredes, redistribuir pontos de água e luz e até reservar espaço para um futuro ar-condicionado – tudo deve acontecer nesse momento sob a orientação de um arquiteto. 

     

    2. Orçamento planejado: decididas as intervenções de layout, chega a hora de escolher materiais e acabamentos. Uma boa pesquisa fará diferença na conta final, pois mora aqui a melhor oportunidade de encontrar brechas para os ajustes financeiros. Aprimoramentos básicos despendem, em média, entre 10% e 15% do valor do imóvel; já uma alteração maior consome em torno de 25%. Marcenaria continua a parte mais cara. 

     

    3. Cronograma realista: conciliar o tempo dos profissionais exige jogo de cintura. Não adianta nada o gesseiro e o pintor começarem uma etapa sem que o eletricista e o encanador tenham encerrado suas funções. De novo, conte com a ajuda de um arquiteto para encadear essa sequência de acordo com os serviços contratados e deixe uma margem para imprevistos. Estes sempre acontecem!

     

    4. Supervisão da execução: entregar as chaves ao empreiteiro e só voltar no fim da obra é o pior erro possível. Organize encontros periódicos com o arquiteto responsável e peça a presença de todos os envolvidos para sincronizar os trabalhos. Dessa forma, se algo estiver fora do combinado, há tempo de reparar o que for necessário sem tanto desgaste, considerando os recursos financeiros disponíveis. 

     

    5. Vistoria antes de entrar: teste tudo. Abra torneiras, verifique se os climatizadores funcionam bem, veja se os pontos de luz emitem eletricidade e cheque o acabamento da pintura, a altura das portas e a colocação dos revestimentos. É essencial fazer uma geral no imóvel antes de dar como concluída a empreitada. Questione os profissionais sobre as garantias e prepare a mudança. 

     

    É essencial fazer uma geral no imóvel antes de dar como concluída a empreitada!

     

    Fonte: www.arquiteturaeconstrucao.abril.com.br

    (0) Comentar
  • Geral

    Segunda-Feira, 26 de Janeiro de 2015

    Olhar para o passado ou para a tradição pode dar inputs valiosos para a criação de projetos contemporâneos. As peças criadas pelos jovens designers libaneses David Raffoul e Nicolas Moussallem para sua primeira mostra individual, que acontece até 31 de janeiro na galeria Art Factum, em Beirute, são um bom exemplo disso.

    A exposição apresenta uma linha de móveis e objetos criados como uma resposta aos interiores “frios e genéricos” das casas libanesas atuais.

    Para se inspirar, eles decidiram recorrer a um lugar inusitado, mas quase sagrado: as casas de suas avós, Loulou e Hoda, que emprestam seus nomes à mostra.

    Lá eles escolheram alguns móveis e objetos a serem reinterpretados segundo sua própria linguagem: cadeira de balanço, banquinho, mesa de centro, mesa lateral, mesa de cavalete, carrinho de chá, lustre, tapete, castiçal, mancebo, escada, garrafa, bengala e a Mazbaha, uma espécie de terço característica do Oriente Médio.

    Em comum entre as novas criações, o uso do latão (material recorrente em suas peças), sozinho ou combinado a materiais como couro, madeira, mármore ou metal pintado de preto – exceção feita, claro, ao tapete fabricado pela Tai Ping que, por sua vez, não dispensa o toque dourado nos detalhes.

    O dourado, aliás, é usado por eles de uma forma muito interessante, nada pretensiosa e enjoativa: o latão é um material que a dupla gosta muito e que é usado há muito tempo nos objetos tradicionais daquela região. Além de ser bonito, é um metal maleável, muito bom para se trabalhar no caso de pequenas séries.

    As peças, que também serão expostas em março na Design Days Dubai, serão comercializadas pela própria galeria.

    (0) Comentar
Loja Goiânia

(62) 3093 1717

Newsletter

Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: