• Viagem

    Sexta-Feira, 14 de Abril de 2017

    Amsterdã, capital da Holanda, recebe o apelido de “Veneza do Norte” devido aos seus mais de 100 quilômetros de canais tombados como patrimônio histórico mundial. Próximo à capital, é possível encontrar o pequeno vilarejo de Giethoorn, que não possui estradas devido aos canais que se integram a cidade. 

    Localizado na província de Overijssel, o vilarejo foi fundado no início do século XIII, por um grupo de fugitivos que vieram do Mediterrâneo em busca de locais tranquilos para se viver.

    A vila ganhou prestígio somente em 1958, com a gravação de um filme dirigido pelo cineasta holandês Bert Haanstra. O sucesso repercutiu no estilo de vida dos moradores, que não ficaram felizes com a transformação da cidade tranquila em um verdadeiro destino turístico conhecido internacionalmente.

    O acesso a “Giet” só ocorre por meio de embarcações, tornando-se impossível a circulação de carros ou qualquer outro tipo de automóvel terrestre. O passeio fica por conta da contratação de guias e do aluguel de embarcações a motor, remo ou até mesmo as do tipo gôndola, que se movem com o auxílio de varas usadas para empurrar o barco pelo leito do canal.

    Diversas casas de Giethoorn, ainda conservam o design do século XVIII. São propriedades com telhados feitos de palha e que exibem os mais belos jardins, repletos de flores das mais variadas cores e formas.

    O mais interessante é que além de ser uma atração no verão, o vilarejo recebe muitos turistas no período de inverno, em busca da diversão sobre as águas congeladas do canal, atividade que transforma a visita em um passeio ainda mais interessante.

    Fonte: http://www.megacurioso.com.br

     

    (0) Comentar
  • Geral

    Segunda-Feira, 13 de Outubro de 2014

     

    A Holanda é um país belíssimo, de natureza vibrante e arquitetura encantadora. Agora toda essa exuberância ganhou ainda mais ênfase com a inauguração do Market Hall Rotterdam, uma espécie de mercadão local, com o diferencial de oferecer moradia também.

    Depois de cinco anos de obra, o espaço de 312 mil metros quadrados foi aberto ao público, que desfruta não só da boa comida mas também do visual impressionante, projetado pelos arquitetos holandeses da MVRDV:  um mural interior com mais de 36 mil metros quadrados.

    Intitulada Cornucopia, a obra de arte colorida foi elaborada pelos artistas Arno Coenen e Iris Roskam, que ilustraram produtos frescos do local, além de flores e insetos, em alusão ao movimento artístico holandês do século XVII.

    Entre dois andares dividem-se 96 barracas de comida e 20 de varejo, além do conjunto habitacional. Ao todo, são 228 apartamentos e duplex na parte superior, espalhados por nove andares do prédio, incluindo a curva do arco.

    Pisos de vidro permitem que os moradores deem uma espiada na agitação do mercado.

    A expectativa é que a atração receba entre 4 e 7 milhões de visitantes por ano.

    (0) Comentar
Loja Goiânia

(62) 3093 1717

Newsletter

Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: