• Interiores

    Quinta-Feira, 26 de Abril de 2018

    O Pavilhão das Culturas Brasileiras, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, tem sido palco para a 45ª edição do São Paulo Fashion Week. O maior evento de moda do país, que teve início no dia 21 de abril e vai até hoje (26), sempre teve o design e a identidade como foco central. Nessa edição, o designer Paulo Alves assina a Thai House, espaço instalado no primeiro andar do Pavilhão.

     (Divulgação/Estúdio Paulo Alves)

     

    O ambiente colorido e iluminado na SPFW mistura elementos da cultura tailandesa e design brasileiro contemporâneo. Tecidos coloridos, muitas plantas e diferentes áreas sociais norteam a criação do design. 

     (Divulgação/Estúdio Paulo Alves)

     

    Peças do designer também compõem o ambiente, como a poltrona Lina, o mancebo Pepi, e as mesas laterais Colibri.

     (Divulgação/Estúdio Paulo Alves)

     (Divulgação/Estúdio Paulo Alves)

     

    Os toques de verde ficaram por conta da paisagista Ana Claudia Ethel, que apostou na biodiversidade nativa.

    Além da Thai House, Paulo também concebeu outras áreas dentro da SPFW: a sala de imprensa, o espaço de transmissão ao vivo e a cabine de uma rádio.

     

    (0) Comentar
  • Arquitetura

    Quarta-Feira, 14 de Março de 2018

    O ano de 2017 foi repleto de mudanças (tanto econômicas, quanto políticas e sociais). É claro que a arquitetura não iria passar ilesa por tantas transformações, por isso, o portal Archdaily separou 9 desafios, tendências e discussões que devem estar na pauta dos profissionais da área.

    1.Entender como a geração millennial utiliza o espaço

     (Reprodução Archdaily/CASACOR)

     

     

    A tão falada geração millennial deixou claro para todos que seu estilo de vida é muito distinto. Os casais têm filhos mais tarde, quando sequer os têm. Vivendo em grandes cidades e exigindo praticidade a todo tempo, os millennials trouxeram novas formas de entender e ocupar o espaço. Residências compactas, para uma ou duas pessoas, práticas e multifuncionais se tornaram o objeto de desejo dos jovens. Esse tipo de construção permite que um mesmo ambiente receba várias atividades, uma flexibilidade muito característica da geração.

     

    2.Arquitetos encarando a construção de seus próprios trabalhos: a necessidade de estar no sítio

    (Reprodução/CASACOR)

     

    Ainda que as universidades possam oferecer teorias, muito do conhecimento que determina o profissional vem da experiência e da prática. Estar presente nos sítios em construção é o desafio que define a arquitetura.

     

    3.A dificuldade da arquitetura contemporânea de se aproximar do contexto rural

     (Reprodução Archdaily/CASACOR)

     

    Por décadas o trabalho dos arquitetos se concentrou nas cidades. Só que a área urbana compõe apenas 2% da superfície do planeta, isso significa que achar formas de atender as áreas rurais, incorporando suas técnicas, necessidades e tradições culturais é urgente.

     

    4.A arquitetura social está vendo o retorno do pêndulo

     (Reprodução Archdaily/CASACOR)

     

    Quando Alejandro Aravena ganhou o Pritzker em 2016, foi a consagração da chamada “arquitetura social”. Nos anos que se seguiram, os projetos se tornaram conhecidos e louvados por suas histórias de fundo emocionais ao invés da qualidade arquitetônica. A mudança do pêndulo é algo natural a qualquer vanguarda. Após algum tempo, ela se esvazia de ideais e cai no mainstream.

     

    5.A era pós-digital entra na linha do tempo da representação gráfica arquitetônica

     (Reprodução Archdaily/CASACOR)

     

    Assim como o caminho das artes visuais – da figuração à abstração – as representações gráficas na arquitetura também evoluem. Ainda que a disponibilidade de novas ferramentas para criar maquetes realistas, renders, e até vídeos em 360º, muitos profissionais contemporâneos optam por mesclar técnicas antigas com atuais, para criar imagens visualmente mais ricas.

     

    6.As mulheres na arquitetura

     (Reprodução Archdaily/CASACOR)

     

    O ano de 2017 foi marcado por movimentos de equidade de gênero. A desigualdade de condições e direitos de trabalho é um fato e nenhuma profissão se exclui dele. Na arquitetura, as profissionais se mobilizaram para colocar suas demandas no holofote e empoderar suas colegas de carreira.

     

    7.Aprender com o Bambu

     (Divulgação/CASACOR)

     

    O bambu é um material construtivo milenar. Das regiões tropicais às gélidas, ele era escolhido por sua versatilidade e facilidade de trabalho. Lentamente, o bambu vem deixando de ser associado à pobreza e louvado por sua sustentabilidade e beleza.

     

    8.Um lampejo da direção da arquitetura pós-terremoto

     (Reprodução Archdaily/CASACOR)

     

    Em 2014, o arquiteto japonês Shigeru Ban ganhou o Pritzker por seu trabalho em criar e construir (com materiais não convencionais, como papel) casas para pessoas desalojadas por catástrofes naturais. No ano passado, um projeto de reconstrução em Guangming da Universidade de Hong Kong e da Universidade de Kunming foi eleito o prédio do ano pela e World Architecture Festival (WAF). No México, projetos de restauro e habitação após o terremoto ocorrido em setembro de 2017 receberam honrarias. Mesmo que esse movimento não deva ser chamado de “tendência”, já que seria uma denominação muito superficial, essas construções mostram uma direção na arquitetura que aponta para esforços em locais de extrema necessidade.

     

    9.Arquitetura política: a criatividade como enfrentamento

    Nas cidades do mundo “subdesenvolvido”, cabe ao arquiteto assumir seu papel de ativista político cuja arma é a criatividade. Por meio das construções inventivas é possível driblar contextos socioeconômicos desfavoráveis e criar cidades mais igualitárias.

     

     

    Fonte: www.casacor.abril.com.br

    (0) Comentar
  • Exposições/ Mostras

    Sábado, 10 de Março de 2018

    A Mostra Artefacto 2018 estará aberta para o público a partir de hoje, dia 10, e  permanecerá o resto do ano em cartaz na capital paulista. Em sua 27ª edição, 11 arquitetos e designers se inspiram em momentos gloriosos de produções cinematográficas, traduzidos em lofts  primorosamente montados. Filmes como La Dolce Vita, 007, Coco Chanel e O Diabo Veste Prada influenciaram na escolha dos detalhes de cada espaço – que apresentam, em diferentes estilos, interiores superelegantes.

     

    Os profissionais envolvidos no projeto são Debora Aguiar, Denise Barretto, Erika Queiroz, Chris Hamoui, Fabio Morozini, João Armentano, Leo Maia, Marta de Sá, Mauricio Karam, Patricia Penna e Ricardo Pessuto cujo paisagismo complementa o espaço de Maurício Karam no rooftop. Além dos 10 ambientes, a arquiteta e diretora criativa da marca, Patricia Anastassiadis, assina o showroom com uma coleção de mobiliário inédita e exclusiva para a mostra. Confira os ambientes a seguir:

     

     CHRIS HAMOUI - O DIABO VESTE PRADA

    Inspirando-se no filme ‘O Diabo Veste Prada’ cuja protagonista, Meryl Streep, dispensa comentários, a designer de interiores Christina Hamoui criou um espaço que remete a uma mulher de personalidade marcante, independente e decidida, assim como a personagem interpretada pela atriz. O ambiente mescla elementos clássicos com outros mais modernos em tons terrosos, por exemplo. O uso de lustres em contraste com os móveis contemporâneos da Artefacto reflete esta proposta.

     

    PATRICIA PENNA - LA DOCE VITA

    'La Doce Vita', filme da década de 1960, período que trouxe consigo uma nova estética em que influencia o design e decor até os dias de hoje, foi eleito pela arquiteta Patricia Penna para a mostra. A filmagem em preto e branco inspirou Patricia na criação de seu espaço cuja elegância intrínseca à mistura de tais cores, não deixa dúvidas quanto à sua homenagem. A explosão de cores no estúdio retrata a inquietude e a paixão peculiar de Federico Fellini na construção de seus personagens e realidades.

     

    MAURICIO KARAM - O GRANDE GATSBY

    Um recanto para receber amigos em torno da lareira inspirado no grande salão da casa principal do musical ‘O Grande Gatsby’, foi o ponto de partida para a criação do arquiteto Mauricio Karam. Tanto as músicas quanto as cores, mas principalmente, a riqueza de detalhes e a beleza estética do filme, encantaram o profissional. Chama a atenção a grande sala ‘oval’ do espaço em que móveis brancos e em tons avermelhados se contrapõem, ao mesmo tempo em que conversam, com outros em tons de dourado.

     

    LEONARDO MAIA - 007 CONTRA GOLDFINGER

    ‘007 contra Goldfinger’, homenagem do arquiteto Léo Maia, resgata o Bond vintage, trazendo o personagem da saga para um espaço sedutor, sofisticado e com um toque de mistério em torno de um ícone de estilo e charme. O ambiente é uma ode à masculinidade elegante e moderna que se conecta perfeitamente com o mobiliário Artefacto no qual o arquiteto selecionou uma variada paleta de tons sóbrios.

     

    JOÃO ARMENTANO - SABRINA

    A fim de retratar o equilíbrio entre a força da mulher e a sua delicadeza, o arquiteto João Armentano homenageia o  clássico ‘Sabrina’, estrelado por Audrey Hepburn. “Um ambiente leve, pensado, primeiramente, para acalmar a alma e oferecer conforto”, segundo Armentano que utiliza elementos que se destacam como a escolha que fez para os revestimentos e acabamentos, e que, consequentemente, favorecem o bem-estar com um toque a mais de elegância e conforto.

     

    FÁBIO MOROZINI - ANIMAIS NOTURNOS

    Com o estilo sofisticado e cosmopolita, o ambiente de Fábio Morozini oferece uma estética apurada, atrelada ao bem viver cercado do belo e da arte inspirados no filme de Tom Ford, ‘Animais Noturnos’. O destaque fica por conta das escolhas dos utensílios, das obras de arte e dos materiais nobres que remetem aos aspectos cinematográficos do filme.

     

    ERIKA QUEIROZ - UM BOM ANO

    Um ambiente que refletisse a suavidade e os valores familiares do filme ‘Um Bom Ano’, foi o ponto de partida para a criação da arquiteta Erika Queiroz. O espaço traz como principal atração a combinação de tecidos nobres, além de uma composição de cores neutras. A exclusividade da marcenaria que destaca a iluminação direta e decorativa, assim como o emprego de materiais sofisticados e mobiliário contemporâneo, imprimem funcionalidade e aconchego ao ambiente.

     

    DENISE BARRETO - E LA NAVE VA

    Denise Barretto se dedicou à pesquisa do clássico italiano “E La Nave Va” do cineasta Federico Fellini. A inspiração se deu pela história que se passa em uma viagem de navio, no início do século XX, repleto de itens característicos da época. O veludo, formas arredondadas, luminárias pendentes em tons neutros, como cinza e branco, rementem ao clima de despedida em que a história do filme acontece. Nos 120 m² do loft, a arquiteta retrata de forma elegante a linguagem da época.

     

    DEBORA AGUIAR - COCO CHANEL

    Debora Aguiar cria o link entre a moda e a arte, uma vez que o design de interiores está totalmente vinculado a tais tendências, e homenageia o filme Coco Chanel. Eleito pela arquiteta por se tratar de um ícone e que eterniza a estilista como símbolo máximo de sofisticação, Coco Chanel inspirou Debora a criar um espaço elegante e  atemporal em que trouxe tons de pérola, bege e preto, predominantes em inúmeras coleções statement de Chanel, com detalhes de alta-costura em pesponta, costuras, desfiados, franjas etc. Ao mesmo tempo, o ambiente é moderno e estilizado, simplificado de adereços exagerados, onde o menos é mais, com elementos como madeira clara, metais dourados, veludos e sedas off white e nudes. Couros e camurças em texturas variadas, como tampos em arraia também em tons de off white, puffs em crôco preto, mesas em mármore preto, entre outros elementos, compõem o cenário, típico de um filme de hollywood.

     

    MARTA DE SÁ - INVASÃO DE PRIVACIDADE

    Em homenagem ao filme ‘Invasão de Privacidade’, Marta de Sá criou um ambiente que não poderia ser mais intimo e privativo: uma sala de banho. Abrir este ambiente implica em expor o local onde somente a alma é testemunha. As cores cinza cobalto, urano, preto fosco, trazem referência de contemporaneidade, apresentada no principal cenário do filme. Já o verde musgo reflete a floresta em que as folhas e até o amarelo do tapete, “são a ‘invasão’ do olhar, do pensamento que voa, vai e vem, traz, sem te tirar do lugar”, nas palavras da profissional.

     

    PAISAGISMO DE RICARDO PESSUTO

     

     

     

     

     

    (0) Comentar
  • Exclusividade

    Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

    Quem também quer aproveitar o domingo para descansar? Um ótimo dia a todos com o painel de madeira #produtoexclusivoAldeia neste quarto lindo projetado por Dileia Bezerra!

     

    (0) Comentar
  • Pisos

    Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018

    A gente sonha tanto com a nossa casa do jeitinho que a gente quer que vale a pena investir em ideias e materiais diferenciados e exclusivos! Já pensou em ter tacos de madeira coloridos? Nesse projeto os arquitetos optaram em usar os mesmos tons da porta e do teto em pontos no piso. Nós adoramos! E vocês? 

    (Reprodução / Instagram)

    (0) Comentar
  • Design

    Terça-Feira, 26 de Dezembro de 2017

    Madeira, marmorizado e metais pretos têm cada vez mais ganhado espaço nos projetos pelo mundo. Apesar de tendências serem passageiras, essas três entram no hall dos clássicos que nunca sairão de moda. Vale apostar!

    Projeto: Max Shpak (Instagram/Reprodução)

     

    (Pinterest/Reprodução)

     

    (Pinterest/Reprodução)

     

    Projeto: Studioe2 Design (Pinterest/Reprodução)

     

    (Pinterest/Reprodução)

     

    (Pinterest/Reprodução)

     

    (Pinterest/Reprodução)

     

    (Pinterest/Reprodução)

     

     

     

     

     

     

    (0) Comentar
  • Geral

    Quinta-Feira, 04 de Maio de 2017

    Ontem foi dia dos estudantes de Design da PUC-GO conhecerem nossa loja e se aprofundarem ainda mais na matéria ministrada pela professora Marília Teixeira, Materiais e Instalações.

    No final, cada um recebeu um mimo da Aldeia e tomaram um delicioso café da manhã com parte da nossa equipe!

    Nós amamos receber vocês aqui na Aldeia!

    (0) Comentar
  • Geral

    Quinta-Feira, 01 de Dezembro de 2016

    Hoje esteve no nosso showroom a turma do curso de Design de Interiores da PUC, comandada pela professora arquiteta Marília Teixeira!

    Muito curiosas e interessadas, as alunas participaram com entusiasmo das nossas explicações técnicas. Até a professora aproveitou para se inteirar do  que há de mais atual no mercado!

    É sempre uma alegria e uma grande honra poder contribuir com o aprendizado dos novos profissionais.

    Afinal, conhecimento nunca é demais.

    Sejam sempre bem-vindas à nossa casa!

    (0) Comentar
  • Geral

    Sexta-Feira, 06 de Maio de 2016

    Ontem estiveram no nosso showroom a turma do curso técnico de Design de Interiores do SENAC, comandada pela professora arquiteta Rita de Cássia Esperidião Gebrim!

    Os alunos, muito curiosos sobre todos os produtos da loja, participaram muito entusiasmados das explicações técnicas da Equipe Aldeia!

    Ficamos muito felizes e honrados por podermos contribuir com o aprendizado dos novos profissionais. Sejam sempre bem-vindos à nossa casa!

    Imagens: Gesley Brasil.

    (0) Comentar
  • Aldeia

    Quinta-Feira, 15 de Outubro de 2015

    Semana passada recebemos em nosso showroom a visita da segunda parte da turma de Design de Interiores da Faculdade Cambury!

    Assim como aconteceu com a primeira turma, os alunos se mostraram muito curiosos sobre todos os produtos da loja e participaram muito entusiasmados das explicações técnicas da Equipe Aldeia!

    Mais uma vez ficamos muito felizes com este momento de troca de experiências! É da nossa natureza incentivar a busca pelo conhecimento e colaborar com a formação dos futuros profissionais! Sejam sempre bem-vindos à nossa casa!

    Imagens: Gesley Brasil.

    (0) Comentar
  • Posts anteriores
  • Loja Goiânia

    (62) 3093 1717

    Newsletter

    Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: