• Paisagismo

    Terça-Feira, 28 de Novembro de 2017

    Inaugurado em San Sebastián de los Reyes, na região de Madri, o Desert City é um espaço único que une os elementos estéticos das paisagens naturais nas zonas áridas e semiáridas do planeta. Veja só:

    O museu, composto por 5 mil metros quadrados, possui uma importante seleção de mais de 400 espécies de cactos de todos os continentes e tudo o que é necessário para cuidar deles são cultivados e vendidos ali mesmo.

    O projeto assinado pelo arquiteto espanhol Jacobo García-Germán, faz parte de um centro botânico de 16 mil metros quadrados. Inundada de luz, a construção envidraçada tem como ponto alto a cobertura, erguida com uma técnica inovadora de cabos tensionados. “Queria transcender o aspecto industrial descuidado típico dos viveiros. Por isso, o esmero nos acabamentos e o apelo sensorial do interior”, afirma Jacobo.

    Enfim, seria um viveiro comum, se não fosse o fato de só poder entrar as chamadas xerófitas!

    (0) Comentar
  • Sustentabilidade

    Sexta-Feira, 24 de Março de 2017

    Madri não é apenas a capital espanhola, ela é também uma das maiores cidades europeias. Com mais de 3 milhões de habitantes, o município enfrenta muitos problemas comuns às metrópoles, como o trânsito e a falta de qualidade de área verde disponível aos moradores.

    Para resolver parcialmente este problema, a prefeitura local tem investido em soluções voltadas às pessoas e não apenas aos carros. Uma das grandes apostas foi a substituição da avenida na marginal do rio Manzanares por um parque linear.

    A estrada, que antes transportara milhares de carros e possuía estruturas para mais de mil vagas de estacionamento subterrâneo, se transformou em uma enorme área de convivência, lazer e de resgate da biodiversidade local e da qualidade de vida dos moradores da região.

    Assinado pelos arquitetos Gines Garrido e Adriaan Geuze, o parque linear foi apelidado de Madrid Río. O espaço concentra diversas opções de lazer e soluções que facilitam o deslocamento dos habitantes. Por ter 42 quilômetros de extensão, ele conecta vários bairros.

    Suas ciclovias e pistas de caminhada, cercadas por árvores e pelo próprio rio, permitem que as pessoas passeiem ou se desloquem entre os bairros com segurança. O parque ainda possui dezenas de estações de metrô e trem, que o conectam aos bairros mais periféricos.

    O projeto trocou os mais de 200 mil carros que trafegavam pela avenida diariamente por 11 novas áreas de lazer infantis, 6 áreas de lazer para jovens e adultos, 30km de ciclovias, 253 mil metros quadrados de áreas livres, que podem ser usadas para práticas esportivas diversas, 33 mil novas árvores e 429 hectares de zonas verdes.

    A enorme área ao ar livre pode ser usada para o lazer e para eventos culturais. Mas, a prefeitura também pretende transformar antigas estruturas nos arredores dos parques em centros culturas para exposições e aulas de dança e música.

    O projeto foi idealizado pela prefeitura de Madri em 2007 e em 2011 já estava completamente finalizado. O que antes era apenas uma via exclusiva para o tráfego de veículos poluentes, hoje é um espaço que agrega vida e valo à cidade.

    Fonte: http://ciclovivo.com.br

    (0) Comentar
Loja Goiânia

(62) 3093 1717

Newsletter

Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: