• Curiosidades

    Sexta-Feira, 09 de Setembro de 2016

    O artista Dominic Wilcox criou uma exposição que não foi feita aos admiradores da arte, mas sim para os seus cães. Aberta na Tanner Street de Londres, a mostra traz desenhos criados em tons de amarelo e azul, visíveis aos olhos dos cães.

    Os quadros, em vez de pendurados, ficam no chão para que os melhores amigos do homem possam ver melhor. Para completar o programa, áreas interativas: uma simulação da brisa sentida a partir da janela de um carro e jatos que borrifam água. E mais: uma bacia gigante com bolas que parecem comida de cachorro.

    Todas as obras de arte e instalações de diversão foram criadas pensando nos cães, portanto, é o dia perfeito para o dono e seu melhor amigo. O projeto teve até consultoria de um veterinário, Robert White-Adams, para garantir a satisfação dos bichanos.

    A exposição é, naturalmente, uma jogada de marketing, mas também por uma boa causa: criada em conjunto com o “More Than Pet Insurance”, como parte de sua campanha #PlayMore, a mostra tem como objetivo incentivar os donos a brincar mais com seus parceiros, assim como arrecadar dinheiro para a RSPCA (Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals).

    Para cada dono de cão que queira curtir com o seu amigo canino por mais de 15 minutos por dia, será doado £ 1 para o santuário animal. O evento, que já é um sucesso, abre apenas nos fins de semana e o site já avisa que o espaço está sempre com sessões lotadas.

    Fonte: http://glamurama.uol.com.br

    (0) Comentar
  • Geral

    Sexta-Feira, 02 de Setembro de 2016

    Nos últimos anos o câncer se tornou uma doença bastante temida. Em função disso, muitas mobilizações foram criadas no mundo todo – que o digam o “Outubro Rosa” e o “Novembro Azul”, criados para conscientizar as pessoas sobre seu diagnóstico precoce. Mas o que poucos param para pensar é que o câncer também é um inimigo cada vez mais frequente dos animais.

    Por isto foi lançada a ação “Setembro Lilás”, cujo objetivo é reduzir os diagnósticos da doença em animais, melhorando sua qualidade de vida e enfatizando aos donos a importância de levar o pet ao veterinário para consultas de rotina.

    Divulgar a cultura sobre a conscientização dos riscos e como evitar esse tipo de doença é muito importante, pois se detectada em estágio inicial, o animal pode ter uma vida longa, com qualidade, podendo até mesmo alcançar a cura.

    Veterinários especialistas oncologistas dão dicas para minimizar o diagnóstico nos animais. O uso de protetor solar para prevenir o surgimento de câncer de pele, principalmente em animais de pelagem clara, é uma delas. A realização de exames em fêmeas também vale: com a palpação de mamas em cadelas e gatas é possível evitar o surgimento de tumores mamários.

    A castração precoce também diminui o risco de desenvolvimento da doença. As fêmeas castradas antes de um ano de idade têm chance reduzida de desenvolver câncer de mama na fase adulta, se comparado às fêmeas não castradas.

    A alimentação também deve ser observada: a falta de nutrientes significa baixo teor de antioxidantes na dieta e esses componentes são responsáveis por prevenir o aparecimento de tumores. Na hora da reprodução do pet, ele deve passar por um check up do sistema reprodutivo antes de ser submetido à reprodução. E atividades físicas sempre!

    Os sintomas variam de acordo com o tipo de tumor e o estágio da doença. Mas é preciso ficar atento em relação a sinais de emagrecimento, dificuldade ao se alimentar e/ou beber água, cansaço em excesso, sangramentos sem motivo aparente e problemas ao urinar e defecar.

    Fonte: http://www.caesegatos.com.br

     

    (0) Comentar
Loja Goiânia

(62) 3093 1717

Newsletter

Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: