• Curiosidades

    Sábado, 07 de Abril de 2018

    Essa estrutura semi-circular feita com madeira e espelhos fica em Perth, na Austrália. Criação do escritório dinamarquês Gjøde & Partnere Arkitekter, ocupa uma extensa faixa de areia criando a impressão de uma ilha deserta onde os visitantes tem total liberdade para interagir.

    “A ideia por trás da ilha deserta é acrescentar qualidade espacial ao horizonte infinito que se alonga através do Oceano. Expandindo o horizonte, nós queremos criar um espaço que estimula a imaginação”, explica Johan Gjøde, diretor criativo e fundador do escritório.

    Apesar da ilusão e do sentimento criados parecerem complexos, a estrutura é bem simples. Uma série de espelhos, tábuas de contraplacado padrão e suportes triangulares que ficam enterrados na areia. O diâmetro da construção é de 63,4 metros e cobre 880 m² de praia.

     

    (0) Comentar
  • Revestimentos

    Sábado, 03 de Fevereiro de 2018

    Primeiro sábado de fevereiro já está pedindo um ambiente que nos transporta à praia imediatamente, né? Para criar seu ambiente na CASACOR RS, a Espaço 3 Arquitetura, se inspirou na essência do viver litorâneo no estado, levando o melhor da praia para o ano inteiro! Que tal? 

    Foto: Marcelo Donadussi | Projeto: Espaço 3 Arquitetura

     

    A Morada da Praia, ambiente de 93 metros quadrados que o escritório de Lajeado levou à CASACOR RS de  2017, serve de suporte às atividades que todos adoram fazer no litoral – descansar, interagir socialmente, entreter, cozinhar. O aspecto rústico e a riqueza em texturas criam um ambiente praiano confortável e sofisticado, que remetem ao aconchego desejado no dia a dia junto ao mar.

    Foto: Malu, blog Detalhes Mágicos | Projeto: Espaço 3 Arquitetura

     

    Os arquitetos responsáveis pelo projeto procuraram explorar de forma diferenciada detalhes dos revestimentos, materiais, mobiliários, marmorarias e objetos de decoração. Um exemplo foi a escolha do Revestimento Conect #aldeiatem!

    Foto: Marcelo Donadussi | Projeto: Espaço 3 Arquitetura

    (0) Comentar
  • Curiosidades

    Sexta-Feira, 26 de Janeiro de 2018

    Black Sand Beach, Lost Coast, Califórnia

     

    Não, esta foto não está em P&B! Algumas praias apresentam a areia negra, formada principalmente pelos restos de minerais pesados levados ao mar pelos rios próximos, ou também por pequenos fragmentos de basalto (rocha ígnea eruptiva, de granulação fina com minúsculos cristais diversos), resultado de atividades vulcânicas. A areia negra forma um contraste único entre águas claras e areias escuras ao redor do Oceano Pacífico, resultando em paisagens perfeitas.

    Punaluu Beach, Hawaii

     

     

    Black Sand Beach, Prince Willian Sound, Alasca

     

     

     

    Pololu Valley Beach, Havaí

     

    É bom lembrar que areias escuras atraem mais o calor do sol, então quando for visitar alguma praia é bacana levar sempre um calçado adequado para caminhar por elas, pois ficam muito quentes depois de um dia inteiro de sol.

     

     

     

    (0) Comentar
  • Arquitetura

    Segunda-Feira, 22 de Fevereiro de 2016

    Além de ser o refúgio de veraneio em meio à Mata Atlântica, esta casa de praia funciona para seus proprietários como um elo entre presente, passado e futuro. Ali eles passam momentos de lazer com seus filhos, já crescidos, e também acompanham de perto o desenvolvimento dos netos pequenos.

    Os motivos para a compra do imóvel de 480 m² eram muitos e, na hora de redecorar, veio à mente o nome da arquiteta Fernanda Moreira Lima, responsável pelo projeto do apartamento deles de São Paulo.

    A ideia era fazer uma casa gostosa, despojada, sem frescuras e bem prática. Para tanto alguns itens do layout antigo foram reaproveitados, como o sofá do living e as mesas do terraço.

    Com uma vista panorâmica do mar, o terraço é um dos locais mais usados pelo casal e sua família. Ali a arquiteta usou móveis aconchegantes e otimizou a integração da área e da ala social da casa.

    O xale de tela de linho, eleito para cobrir as portas de vidro da sala de jantar, evitou que a vista da paisagem e a entrada de iluminação natural fossem obstruídas e, de quebra, trouxe a sensação de aconchego.

    Outro material natural que aqueceu o projeto é a palha trançada, eleita para revestir painéis na sala de estar, de jantar e nos quartos.

    Uma das características marcantes da obra é a mistura de materiais naturais e outros mais urbanos, como a laca da mesa.

    Para coroar o décor e adicionar um pouco de cor, a arquiteta elegeu um tapete generoso, que quebrou a monocromia e trouxe o azul do mar para dentro de casa.

    Imagens: Reprodução / Divulgação.

    (0) Comentar
  • Geral

    Segunda-Feira, 23 de Março de 2015

    Na pacata José Ignacio, a 30 km de Punta del Este, Uruguai, 11 bangalôs contemporâneos espalhados pelas dunas da Praia Mansa chamam a atenção sob um céu de azul intenso.

    Trata-se do Bahia Vik, novo empreendimento do milionário norueguês Alexander Vik em parceria com o arquiteto uruguaio Marcela Daglio.

    Além das vilas privativas, isoladas umas das outras pelas dunas e vegetação da restinga nativa, a construção principal abriga outras dez suítes com vistas para o Atlântico sul. De vocação artsy, cada um dos 37 quartos traz décor assinado por um artista uruguaio diferente.

    Preocupação com a natureza é fundamental no empreendimento. Sustentável, o design prioriza a ventilação natural que chega da praia; assim, evitou-se gasto de energia de climatização, além do investimento em sistemas inteligentes de geração de energia solar e coleta de água da chuva.

    No restaurante, o Bahia Vik prioriza ingredientes locais e a boa e sofisticada cozinha uruguaia: os asados (churrasco tradicional), pescados frescos, pães e patisserie artesanal e uma oferta interessante de vinhos que incluem o “da casa”, produzido nas terras chilenas do Viña Vik.

    Bem ao lado está outro destaque gastronômico do local, o La Susana – um dos restaurantes de praia mais badalados do verão nestes lados do Atlântico Sul. Por toda a propriedade, o serviço é cordial e atencioso, bastante diferente de um hotel “tradicional”.

    Entusiastas do universo artístico, os Vik reproduzem no Bahia o apreço pelo belo: o hotel abriga coleção de arte de uma grande variedade de artistas uruguaios e internacionais contemporâneos – cada obra é pensada de acordo com o espaço. Assim, não há um único quarto igual ao outro.

    No Bahia Vik a presença marcante da natureza e o clima estritamente familiar estimulam o hóspede a relaxar. Onde o azul do mar encontra o azul do céu, o dolce far niente é uma virtude das mais recomendáveis.

    (0) Comentar
Loja Goiânia

(62) 3093 1717

Newsletter

Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: