• Geral

    Sábado, 02 de Maio de 2015
    O drama de um homem que deixa de enxergar as pessoas

    (Entre Abelhas, drama cômico, Brasil, 2015)

    De Ian SBF. Com Fábio Porchat, Luís Lobianco, Marcos, Veras, Irene Ravache, Giovanna Lancellotti e outros.

    Diante de um cartaz anunciando Fábio Porchat, Luís Lobianco e Marcos Veras, além da direção de Ian SBF, do Porta dos Fundos, o espectador desavisado poderá pensar que “Entre Abelhas” é mais uma comédia nacional de espírito stand up. Pois não é.

    A história foi idealizada por Porchat há cerca de nove anos e segue numa direção totalmente diferente da que fez sua fama e a de seus colegas até agora. Inspirado pelo individualismo da vida em grandes cidades, o longa tem um clima sombrio, que remete ao realismo fantástico de um Dostoiévski ou um Saramago, simbólico e reflexivo.

    O protagonista é Bruno (Porchat), um homem nos seus 30 anos cuja esposa acabou de pedir o divórcio. Depois de uma festa de “despedida de casado”, ele percebe que está deixando de ver as pessoas – um a um, estranhos e conhecidos se tornam invisíveis e inaudíveis para ele.

    Então ele conta o problema para sua mãe (Irene Ravache), que como uma senhora desconectada, não tem papas na língua e se preocupa com a imagem do filho diante da família nas festas de Natal. Prontamente, ela arranja um psiquiatra e uma “cobaia invisível” (Lobianco) para realizar os mais estranhos testes na tentativa de reverter a situação.

    Enquanto a mãe acredita na cura, o próprio Bruno parece ter certeza de que está num caminho sem volta, e passa os dias anotando na parede os números decrescentes de rostos que ainda enxerga. Sua melancolia é ainda maior porque à sua volta também são poucas as pessoas que o enxergam: sua ex-mulher (Giovanna Lancellotti) só quer que assine os papéis; seu melhor amigo (Veras) só quer contar os próprios problemas. Ele está só – e agora percebe que sempre estivera.

    “Entre Abelhas” é uma aposta arriscada para um grupo acostumado a grandes audiências, mas é um passo necessário e que reforça a recente expansão do cinema nacional a novos gêneros e formatos.

    Comentários

    • Não há comentários para esta postagem.

    Deixe seu comentário, sobre esta matéria.

    (0) Comentarios
Loja Goiânia

(62) 3093 1717

Newsletter

Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: