• Gastronomia

    Domingo, 22 de Novembro de 2015
    O antepasto italiano que ganhou o mundo!

    Os antepastos possuem papel de destaque na culinária Italiana, e com o tempo ganharam o mundo pela interessante combinação de sabores. Com o carpaccio não é diferente: as famosas lâminas bem finas de carne crua conquistaram o paladar das pessoas e hoje já existem muitas variações.

    Mas ao contrário do que se pensa, o carpaccio não é um prato tão antigo como parece. Criado na década, o carpaccio possui uma história bem interessante e curiosa.

    Giuseppe Cipriani era dono do Harry’s Bar, em Veneza, e recebeu a Condessa Amália Nani Mocenigo em seu estabelecimento. Frequentadora assídua do lugar, Amália pediu um prato leve, que não poderia ter carne assada ou cozida, pois era uma recomendação médica.

    Ele, então, criou este antepasto e, como acompanhamento, fez um molho cuja receita original leva maionese, molho inglês, suco de limão, leite, sal e pimenta do reino branca.

    Originalmente o carpaccio é feito com carne bovina, e o nome é uma homenagem a Vittore Carpaccio, famoso pintor Renascentista que usava a cor vermelha em suas pinturas, lembrando a carne crua.

    Chegando ao Brasil na década de 70, o carpaccio não só conquistou os brasileiros, como a técnica de fazer finas lâminas com os alimentos caiu no gosto dos chefs de cozinha, que hoje usam da criatividade para criar carpaccio de vários tipos.

    A carne mais usada para fazê-lo é o lagarto, mas nada impede de usar filé, cordeiro, polvo, palmito pupunha ou peixe. O fato é que esse antepasto italiano possui uma técnica de preparo que nenhum outro prato possui, fazendo dele um diferencial!

    Imagens: Divulgação.

    Comentários

    • Não há comentários para esta postagem.

    Deixe seu comentário, sobre esta matéria.

    (0) Comentarios
Loja Goiânia

(62) 3093 1717

Newsletter

Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: