• Exposições/ Mostras

    Quarta-Feira, 04 de Abril de 2018
    Oscar Oiwa no Paraíso – Desenhando o efêmero

    A exposição Oscar Oiwa no Paraíso – Desenhando o efêmero chegou ontem (03.04) à Japan House, como  parte da programação que envolve a celebração dos 110 anos da imigração japonesa no Brasil, comemorados neste ano. Localizada no piso térreo do centro cultural, a exposição traz as pinturas cenográficas do renomado artista plástico paulistano. 

    The Dream of the Sleeping World (2009), de Oscar Oiwa. (Divulgação/Japan House)

     

    A instalação inédita Paraíso, um desenho em 360 graus de uma paisagem rabiscada dentro de um balão inflável em material vinilico, sem que houvesse qualquer rascunho prévio, faz com que o visitante embarque em uma verdadeira viagem pelo universo particular e fantástico de Oiwa. O espaço tridimensional impressiona tanto pela capacidade para o detalhe por parte do artista, quanto pela habilidade de colocar os visitantes dentro da paisagem 360 graus, como se fosse possível mergulhar dentro de uma história em quadrinhos, tema que é grande fonte de inspiração para Oiwa. “O desenho sempre fez parte da história da arte, tento recuperar isso, algo que é bom e simples”, conta o artista. Foram 120 canetas Sharpie e apenas 14 dias para que o artista plástico japonês Oscar Oiwa criasse essa versão de uma sala de 0,77 por 3,80 m, dentro de um balão inflável. 

    Artista pintou uma paisagem em preto e branco usando apenas canetas (Foto Divulgação)

     

    Além dessa obra, as pinturas The Dream of the Sleeping World (2009), After Midnight (2010) e Invisible Sea (2010) também fazem parte da mostra intitulada Oiwa no Paraíso – Desenhando o efêmero que, como o título sugere, apresentam as visões do artista sobre o tema e criam um contraste inevitável com a aceleração do lado de fora do espaço de exposições, em um convite e contemplar.

    After Midnight (2010), de Oscar Oiwa. (Divulgação/Japan House)

     

    Nascido em São Paulo e formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU/USP), Oscar Oiwa fez o caminho inverso de seus pais e migrou para Tóquio em 1996, onde viveu por 11 anos. Lá, consolidou seu estilo estético e fortaleceu sua carreira na cena artística contemporânea nipônica. Atualmente, o artista reside em Nova York e possui exposições coletivas e individuais e cidades como Londres, Paris, Seul e Tóquio.

     

    Oiwa no Paraíso – Desenhando o efêmero

    Japan House – Av. Paulista, 52 – Bela Vista, São Paulo – SP

    Data: 3 de abril a 3 de junho

    Horários: terça a sábado, das 10h às 22h; domingos e feriados, das 10h às 18h

    Entrada gratuita

    Comentários

    • Não há comentários para esta postagem.

    Deixe seu comentário, sobre esta matéria.

    (0) Comentarios
Loja Goiânia

(62) 3093 1717

Newsletter

Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: