• Gastronomia

    Domingo, 05 de Agosto de 2012
    Os sabores da pamonha tradicional

    Huuum... Pamonhas cremosas, de diferentes sabores e servidas quentinhas.

    O quitute feito de milho verde, comum em todo o território brasileiro, tem o sabor especial em Goiás, com gostinho de tradição. Foi trazido pelos escravos africanos e nomeado com referência na palavra tupi pa’muña, que significa “pegajoso”.

    A pamonha é feita com milho ralado, leite e açúcar, ou sal, formando um caldo grosso. Tradicionalmente servida na própria palha do milho, em forma de saquinho.

    Goiás tem restaurantes especializados em derivados do milho, é na Pamonharia, onde encontramos também bolinhos de milho frito e a famosa Chica Doida (um caldo de milho, quente e delicioso). As pamonharias produzem em frequente ritmo e quantidade, chegando a cinco remessas por dia, para servir o produto saído do forno, fresco e quentinho!

    O quitute da Pamonharia Frutos da Terra foi eleita como a melhor pamonha da cidade pelo júri da VEJA Goiânia. A receita de sucesso é a mesma há mais de duas décadas. Ao longo dos anos, novos e deliciosos recheios foram incorporados ao cardápio das pamonharias, oferecendo opções saborosas além do modo tradicional: doce ou salgada com queijo, doce com catupiry, apimentada com queijo, linguicinhas com queijo e até com frango. Visite uma das pamonharias da cidade e conheça os sabores dessa especialidade.

    Comentários

    • Não há comentários para esta postagem.

    Deixe seu comentário, sobre esta matéria.

    (0) Comentarios
Loja Goiânia

(62) 3093 1717

Newsletter

Para receber as novidades da Aldeia, cadastre seu e-mail aqui: